English Espaol

Buscar artigos: em     Busca Avançada

RGO - Revista Gaúcha de Odontologia > Vol. 56, N° 2 (2008)

open journal systems


Indicações atuais dos enxertos gengivais livres

Daniela da Silva FEITOSA
Mauro Pedrini SANTAMARIA
Enilson Antonio SALLUM
Francisco Humberto NOCITI JUNIOR
Márcio Zaffalon CASATI
Sérgio TOLEDO



Resumo

O objetivo do presente trabalho é relatar três casos clínicos tratados com a técnica de enxerto gengival livre. Dois pacientes apresentaram recessões gengivais múltiplas e isoladas, classes II e III de Miller, na região ântero-inferior, e o terceiro apresentou ausência de gengiva queratinizada na região vestibular adjacente a implante osseointegrado. Em todos os casos procedeu-se à realização de enxerto gengival livre, tendo como área doadora o palato. Os pacientes foram acompanhados por até um ano. Após o período de cicatrização, todos os casos mostraram aumento na largura de gengiva queratinizada e, nos casos 1 e 2, redução das recessões gengivais. Durante todo o período de acompanhamento, não foram observados sinais de inflamação gengival ou sangramento à sondagem, e os pacientes mantiveram adequado controle de placa. Este relato de casos indica que a técnica de enxerto gengival livre pode ser realizada com sucesso para recobrimento de recessões gengivais múltiplas ou isoladas, bem como para aumentar a largura de gengiva queratinizada periimplantar.
Termos de indexação: retração gengival; palato; gengiva.


Texto completo: PDF



Research
Support Tool
  For this
avaliação pelos pares
  Context
  Action

Capa | Atual | Arquivos | Sobre | Avisar | Contato | Buscar | Acesso