English Espaol

Buscar artigos: em     Busca Avançada

RGO - Revista Gaúcha de Odontologia > Vol. 57, N° 2 (2009)

open journal systems


Declínio da cárie dentária em escolares entre 1998 e 2004 em Leme, São Paulo, Brasil / The decline in dental caries in school children between 1998 and 2004 in Leme, São Paulo, Brazil

Luciana Aparecida RUIZ
Lilian Berta RIHS
Maria da Luz Rosário de SOUSA
Lídia HILDEBRAND
Rita de Cássia FELIZATTI



Resumo

Objetivos: Avaliar a prevalência de cárie dentária, bem como, as necessidades de tratamento em escolares de 5 e 12 anos em 2004 e comparar estes dados com os encontrados em 1998, em Leme, São Paulo. Métodos: Os examinados foram pré-escolares de 5 anos e escolares de 12 anos, matriculados em escolas públicas de Leme. Os exames, nos dois momentos, seguiram as recomendações da Organização Mundial de Saúde. Resultados: Aos 5 anos, o ceod em 1998 foi de 2,39 (IC 95%=1,53-3,25) e em 2004 de 1,99 (IC 95%=1,39-2,57), apresentando uma redução na experiência de cárie de 16,4% neste período (p=0,559). Atualmente, os livres de cárie representam 49,3% dos pré-escolares, com um aumento de 12,9% (p=0,055) desta condição. Aos 12 anos de idade, foi observada redução do CPOD de 3,3 (IC 95%=2,45-4,17) para 1,97 (IC 95%=1,53-2,40), que representou uma diminuição de 40,3% (p<0,001). O percentual de escolares livres de cárie aumentou de 25,6% para 41,6% (p=0,010). Aos 5 anos, o valor do Significant Caries Index passou de 5,93 (1998) para 5,26 (2004). Aos 12 anos, este foi de 6,36 (1998) para 4,66 (2004). Aos 5 anos, verifica-se que as restaurações de uma superfície diminuíram, entretanto, a necessidade de restauração de duas ou mais superfícies quase dobrou no período. Aos 12 anos, verifica-se que aumentou o número de restaurações de uma superfície e diminuíram as necessidades de exodontias. Conclusão: Observa-se uma melhoria nas condições de saúde bucal nas duas idades após seis anos, apesar disto, sugere-se que os cuidados continuem sendo intensificados principalmente aos cinco anos.

Termos de indexação: saúde bucal; cárie dentária; estudantes.


Abstract

Objectives: To evaluate the dental caries prevalence and the treatment needs in 5- and 12 year-old schoolchildren in 2004 and to compare these data with those found in Leme, São Paulo, in 1998. Methods: The exams were performed in schoolchildren at public schools in Leme. The exams, in the two years, followed the recommendations of the World Health Organization. Results: In 5 year-olds the Mean dfmt was 2.39 (IC 95%=1.53-3.25), in 1998, and in 2004, the dmft was 1.99 (IC 95%=1.39-2.57), presenting a 16.4% reduction in dental caries experience in this period (p=0.559). At present, 49.3% of the schoolchildren were caries-free, with a 12.9% (p=0.055) increase in this condition. In 12 year-olds, DFMT was 3.3 (IC 95%=2.45-4.17), in 1998 and 1.97 (IC 95%=1.53-2.40), in 2004, representing a reduction of 40.3% (p <0.001). The percentage of caries-free children at this age increased from 25.6% to 41.6% (p=0.010). At 5 years of age, the Significant Caries Index went from 5.93 (1998) to 5.26 (2004), in 12 year-olds, it went from 6.36 (1998) to 4.66 (2004). At 5 years, it was verified that the need for restoring one surface decreased, however, the need for restoring two or more surfaces was higher in the period. At 12 years, it was verified that need for restoring one surface increased and the need for extractions decreased. Conclusion: After six years of study, an improvement was found in the oral health conditions in the two age groups, suggesting that care should continue to be intensified, particularly among five-year-old children.

Indexing terms: oral health; dental caries; students.


Texto completo: PDF



Research
Support Tool
  For this
avaliação pelos pares artigo
  Context
  Action

Capa | Atual | Arquivos | Sobre | Avisar | Contato | Buscar | Acesso