English Espaol

Buscar artigos: em     Busca Avançada

RGO - Revista Gaúcha de Odontologia > Vol. 56, N° 4 (2008)

open journal systems


Dor de dente e sua relação com a experiência de cárie em adolescentes

Lilian Berta RIHS
Silvia CYPRIANO
Maria da Luz Rosário de SOUSA
Rafaela Carvalho SILVA
Patrícia Rodrigues GOMES



Resumo

Objetivo: Verificar a prevalência de dor de dente relatada por escolares e a sua relação com a experiência de cárie, bem como a necessidade de tratamento, em escolares de 12 anos de Paulínia, São Paulo.
Métodos: Foram examinados 413 escolares de escolas públicas de Paulínia, São Paulo, em 2004, selecionados mediante processo amostral aleatório sistemático. Os selecionados responderam a um questionário sobre questões relacionadas a dor de dente e passaram por um exame bucal. Na análise estatística, utilizaram-se os testes Mann-Whitney e Qui-Quadrado, com nível de significância de 5%.
Resultados: A prevalência de dor de origem bucal foi de 22,8% e o CPO-D no município foi de 0,9 (Intervalo de Confiança=0,8-1,1). Os estudantes que relataram dor apresentaram índice de CPO-D mais elevado e maior percentual de dentes cariados que os do grupo sem relato de dor (p<0,05). Além disto, os escolares com relato de dor apresentaram maior percentual de dentes com necessidade de tratamento curativo (p=0,033), apresentando mais indicação de restaurações com duas ou mais superfícies (p=0,017).
Conclusão: Apesar de o município apresentar muito baixa experiência de cárie, um percentual considerável (22,8% dos adolescentes) relatou que sentiu dor de dente. O grupo que relatou dor teve piores condições de saúde bucal. Além disso, neste mesmo grupo, houve mais faltas à escola e um impacto negativo em relação à satisfação com a aparência dos dentes.

Termos de indexação: saúde bucal; cárie dentária; dor facial.


Texto completo: PDF



Research
Support Tool
  For this
avaliação pelos pares artigo
  Context
  Action

Capa | Atual | Arquivos | Sobre | Avisar | Contato | Buscar | Acesso