English Espaol

Buscar artigos: em     Busca Avançada

RGO - Revista Gaúcha de Odontologia > Vol. 55, N° 3 (2007)

open journal systems


Percepção das gestantes sobre a atenção odontológica precoce nos bebês

Leila Maués Oliveira HANNA
Antônio José da Silva NOGUEIRA
Vanna Yumi Souza HONDA



Resumo

Objetivos: Obter maiores informações sobre o conhecimento materno em relação aos cuidados bucais do bebê. Métodos: Aplicou-se um questionário a 40 gestantes do Serviço Materno Infantil da Universidade Estadual do Pará. Resultados: Foram analisados na forma de freqüência e percentagem, tendo sido possível estabelecer que a faixa etária das gestantes variou de 15 até 40 anos; 67% das gestantes responderam que os bebês ficarão com elas durante o dia, 28% com as avós e 5% com outros. Em relação à prática de higiene oral, 92% das gestantes irão praticar algum tipo de higiene bucal em seu futuro bebê, embora 48% delas jamais haviam recebido qualquer tipo de orientação quanto à necessidade de higienizar a boca do bebê. Das entrevistadas, 92% acreditam que o atendimento odontológico realizado em bebês previne problemas futuros; destas 57% levarão seus filhos pela primeira vez ao consultório dentário antes de completarem 1 ano. Conclusão: Após a análise dos dados obtidos foi possível constatar que existe a necessidade da implementação de ações práticas voltadas para a interação entre médico ginecologista, médicos pediatras e odontopediatras, para que seja instituído no atendimento a gestante um programa educativo, levando mais informações, para que ocorra a conscientização das mães sobre a saúde bucal de seus filhos, desde ainda bebês.

Termos de indexação: odontopediatria; gestantes; assistência odontológica para crianças.


Texto completo: PDF



Research
Support Tool
  For this
avaliação pelos pares artigo
  Context
  Action

Capa | Atual | Arquivos | Sobre | Avisar | Contato | Buscar | Acesso