English Espaol

Buscar artigos: em     Busca Avançada

RGO - Revista Gaúcha de Odontologia > Vol. 56, N° 1 (2008)

open journal systems


Reconstrução de dentes tratados endodonticamente: retentores intra-radiculares

Luciano Bonatelli BISPO



Resumo

Existem muitas maneiras de executar a restauração em dentes tratados endodonticamente. A quantidade e a qualidade do remanescente
dentário após o tratamento endodôntico é questionável em termos de longevidade clínica, não pela abertura coronária e a terapêutica em si, mas pela destruição inerente a dentes acometidos por fraturas e processos cariosos invasivos. Existem muitas marcas comerciais de pinos e artifícios de marketing que visam maximizar a resistência aos esforços mastigatórios. Contudo, a maior complexidade encontrada quando da restauração definitiva é a dúvida quanto à execução de núcleo de preenchimento, de pino pré-fabricado, ou ainda, de núcleos fundidos de metal ou de porcelana. Entretanto, nada é viável se parâmetros ditos seguros não forem empregados e requisitos mecânicos mínimos não forem exigidos. A crescente demanda comercial leva a uma confusão desenfreada nos profissionais que acabam esquecendo ou ignorando os critérios mínimos exigíveis para um prognóstico favorável. A observação de bases biomecânicas é o parâmetro mais importante para aumentar a qualidade do retentor intra-radicular. O objetivo deste estudo é apresentar técnicas básicas para restaurações mais confiáveis, maximizando-se a qualidade do remanescente dentário quando da confecção de restaurações extensas que empregam retentores intra-radiculares em dentes tratados endodonticamente.
Termos de indexação: endodontia; técnica para retentor intra-radicular; fratura dos dentes.


Texto completo: PDF



Research
Support Tool
  For this
avaliação pelos pares
  Context
  Action

Capa | Atual | Arquivos | Sobre | Avisar | Contato | Buscar | Acesso