English Espaol

Buscar artigos: em     Busca Avançada

RGO - Revista Gaúcha de Odontologia > Vol. 55, N° 2 (2007)

open journal systems


Prevalência de agenesia em uma clínica ortodôntica de Goiânia

Ana Flávia Borges de PAULA
Kátia de Jesus Novello FERRER



Resumo

Objetivos: Estudar a prevalência de agenesia em uma clínica de ortodontia na cidade de Goiânia, através do exame radiográfico panorâmico.
Métodos: Foi realizado, em uma clínica de ortodontia na cidade de Goiânia, um levantamento estatístico quanto ao estudo da prevalência de agenesia em 800 radiografias panorâmicas, na faixa etária entre 12 e 53 anos de idade. A agenesia foi avaliada segundo: sexo, total de dentes ausentes, dentes que apresentaram maior prevalência de agenesia (número e porcentagem) e a prevalência de agenesia para a maxila e mandíbula. Resultados: Na amostra estudada, foram encontrados 759 dentes ausentes. A maior prevalência de agenesia foi de 3º molar inferior, 360 (1,4%), seguida por 3º molar superior, 286 (1,1%), incisivo lateral superior, 71 (0,2%), pré-molar inferior, 26 (0,1%), pré-molar superior, 14 (0,05%), incisivo lateral inferior, 1 (0,004%) e canino superior, 1 (0,004%). Foram encontrados no sexo feminino 497 dentes ausentes,
(65,4%) em relação ao masculino 262 (34,5%). Conclusão: Fica evidenciada, desta maneira, a importância do exame radiográfico panorâmico no estudo da prevalência das agenesias dentárias, auxiliando no diagnóstico e adequação do plano de tratamento a ser empregado.

Termos de indexação: anodontia; ortodontia; prevalência; radiografia panorâmica.


Texto completo: PDF



Research
Support Tool
  For this
avaliação pelos pares artigo
  Context
  Action

Capa | Atual | Arquivos | Sobre | Avisar | Contato | Buscar | Acesso