English Espaol

Buscar artigos: em     Busca Avançada

RGO - Revista Gaúcha de Odontologia > Vol. 56, N° 1 (2008)

open journal systems


Efeito do clareamento dental sobre a resistência adesiva do esmalte

Fabiano Carlos MARSON
Luís Guilherme SENSI
Thiago ARRUDA



Resumo

Objetivo: Avaliar o efeito do clareamento dental sobre a resistência adesiva ao esmalte.
Métodos: Foram selecionados cinqüenta molares, os quais foram divididos aleatoriamente em cinco grupos (n=10); G1-sem clareamento (controle); G2-clareado com peróxido de carbamida a 10% e restaurado 24h após; G3-clareado com peróxido de carbamida a 10% e restaurado sete dias após; G4-clareado com peróxido de hidrogênio a 35% e restaurado 24h após; G5-clareado com peróxido de hidrogênio a 35% e restaurado sete dias após. Durante os intervalos de 24h e sete dias os corpos-de-prova ficaram armazenados em saliva artificial, quando então foram executados os procedimentos restauradores sobre o esmalte.
Resultados: O ensaio de resistência adesiva por microcisalhamento indicou os seguintes resultados em MPa (ANOVA e Tukey poste-hoc): G1-43,15 a (±5,19); G2-31,34 ab (± 4,41); G3-36,66 ab (± 3,11); G4-22,87 c (±3,76) e G5-35,67 ab (± 4,64).
Conclusão: Os grupos G1, G2, G3 e G5 não tiveram diferença estatística e o grupo G4 (clareado com peróxido de hidrogênio a 35% e restaurado 24 após) teve sua resistência adesiva entre o esmalte clareado e a resina composta diminuída.
Termos de indexação: clareamento de dente; peróxido de hidrogênio; esmalte dentário.


Texto completo: PDF



Research
Support Tool
  For this
avaliação pelos pares artigo
  Context
  Action

Capa | Atual | Arquivos | Sobre | Avisar | Contato | Buscar | Acesso