English Espaol

Buscar artigos: em     Busca Avançada

RGO - Revista Gaúcha de Odontologia > Vol. 60, N° 3 (2012)

open journal systems


Influence of irrigant viscosity on torsional fracture resistance of rotary nickel-titanium instruments / Influência da viscosidade da substância química auxiliar na resistência à fratura por torção de instrumentos rotatórios de níquel-titânio

Thais Azzi Gonçalves SIQUEIRA
Marcelo dos SANTOS
Evandro Luiz SIQUEIRA
Cristiane da COSTA
Maria Aparecida NICOLETTI



Resumo

ABSTRACT

Objective
The main goal of the study was to evaluate the influence of the torsion caused by chemical substances with different viscosity levels on the fracture strength of nickel-titanium rotary dental instruments.

Methods
Tapered Instruments K3 #25 and 0.04 were used to prepare simulated canals with: Endo PTC, modified Endo PTC and distilled water. After 12 consecutive preparations using each instrument, they were submitted to the fracture test by torsion, which determined the resistance, in degrees, of each instrument in each experimental situation. Data were collected, analyzed and submitted to statistical analysis using the Kruskal-Wallis test.

Results
The statistical data analysis showed that there were no statistically significant differences as regards resistance to torsion of rotary instruments, with changes in level of viscosity of the substance that helps instrumentation.

Conclusion
Viscosity level of the chemical substance used during root canal preparation does not interfere in resistance to torsion of rotary instruments up to 12 consecutive times of use.

Indexing terms: Dental pulp cavity. Endodontics. Root canal irrigants.


RESUMO

Objetivo
Avaliar a influência de substâncias químicas, utilizadas durante o preparo do canal, com diferentes viscosidades na resistência à fratura por torção de instrumentos rotatórios de níquel-titânio.

Métodos
Instrumentos K3 #25 e conicidade 0.04 foram utilizados no preparo de canais simulados com: Endo PTC, Endo PTC modificado e água destilada. Após 12 preparos consecutivos com cada instrumento estes foram submetidos ao teste de fratura por torção em um troptômetro, que determinou a resistência, em graus, de cada instrumento em cada situação experimental. Os dados foram tabulados e submetidos à análise estatística pelo teste de Kruskal-Wallis.

Resultados
A análise estatística dos dados apresentados revelou não haver diferenças estatisticamente significantes no que respeita a resistência à torção de instrumentos rotatórios ao variar-se a viscosidade da substância auxiliar da instrumentação.

Conclusão
A viscosidade da substância química utilizada durante o preparo do canal radicular não interfere na resistência à fratura de instrumentos rotatórios até 12 utilizações.

Termos de indexação: Cavidade pulpar. Endodontia. Irrigantes do canal radicular.


Texto completo: PDF



Research
Support Tool
  For this
avaliação pelos pares artigo
  Context
  Action

Capa | Atual | Arquivos | Sobre | Avisar | Contato | Buscar | Acesso