English Espaol

Buscar artigos: em     Busca Avançada

RGO - Revista Gaúcha de Odontologia > Vol. 61, N° 2 (2013)

open journal systems


Denture hygiene: importance in denture stomatitis control / Higiene de próteses dentárias: importância no controle da estomatite protética

Laís César de VASCONCELOS
Laurylene César de Souza VASCONCELOS
Eloisa Lorenzo de Azevedo GHERSEL
Dejanildo Jorge VELOSO
Paula Ângela Souto Montenegro de Almeid CUNHA



Resumo

ABSTRACT

Objective
To assess the denture hygiene for denture stomatitis control and establish a protocol for the cleaning these appliances.

Methods
From the population of prosthesis users assisted by the Integrated Clinics Subject taught at the Federal University of Paraiba, Brazil, 45 people were selected for convenience. Aspects related to the hygiene of the prosthesis, clinical characteristics of the lesion as well as candidosis diagnosis were evaluated before and after the protocol had been established for prosthesis hygiene. Data were collected through questionnaires, medical history, clinical and prosthesis examinations and analyzed using descriptive and inferential statistics.

Results
There was a statistically significant difference (p <0.001) to the level of prosthesis hygiene between the first and second examination. Regarding the type of injury, there was increased frequency of patients without lesions and reduction of positive mycological results.

Conclusion
The cleaning protocol for dentures was effective in both controlling the prosthesis biofilm as contributing to the reduction of clinical signs of denture stomatitis lesions.

Indexing terms: Dental prosthesis. Health education, dental. Oral hygiene. Stomatitis.


RESUMO

Objetivo
Avaliar a higiene das próteses para o controle da estomatite protética e instituir um protocolo de higienização desses aparelhos.

Métodos
Do universo constituído pelos usuários de prótese atendidos na Disciplina de Clínica Integrada do Hospital Universitário Lauro Wanderley - Universidade Federal da Paraíba, Brasil, foram selecionadas, por conveniência, 45 pessoas. Foram avaliados aspectos relacionados à higiene da prótese, características clínicas da lesão e diagnóstico de candidose antes e depois de instituído o protocolo de higiene da prótese. Os dados foram levantados através de questionários, anamnese, exame clínico e da prótese. Os dados foram avaliados através de estatística descritiva e inferencial (testes de Wilcoxon e Qui-Quadrado).

Resultados
Observou-se uma diferença estatisticamente significativa (p<0,001) em relação ao nível de higiene das próteses entre o primeiro e o segundo exame. Na mesma perspectiva, quanto ao tipo de lesão, houve um aumento na frequência de pacientes sem lesão e redução de resultados positivos no exame micológico, considerando o resultado do segundo exame.

Conclusão
A instituição do protocolo de higienização das próteses mostrou-se eficaz, tanto no controle do biofilme da prótese como também contribuiu para a redução dos sinais clínicos das lesões de estomatite protética.

Termos de Indexação: Prótese dentária. Educação em saúde bucal. Higiene bucal. Estomatite.


Texto completo: PDF



Research
Support Tool
  For this
avaliação pelos pares artigo
  Context
  Action

Capa | Atual | Arquivos | Sobre | Avisar | Contato | Buscar | Acesso