English Espaol

Buscar artigos: em     Busca Avançada

RGO - Revista Gaúcha de Odontologia > Vol. 61, N° 2 (2013)

open journal systems


Detection of Streptococcus mutans of the spaP gene and dental caries in mother/child pairs / Detecção de Streptococcus mutans portador do gene spaP e cárie dentária em pares mãe/criança

Flávio José Sambatti PIERALISI
Sandra Mara MACIEL
Flaviana Bombarda de ANDRADE
José Eduardo GARCIA
Regina Célia Poli FREDERICO



Resumo

ABSTRACT

Objective
Objective: To detect the presence and transmission of S. mutans carrier of the spaP gene in samples of bacterial plaque in mother/child pairs from municipal child education centers, and the possible association with dental caries.

Methods
The sample comprised 56 mother/child pairs. For the evaluation of the prevalence and severity of caries, the DMFT and dmft indices were used, following World Health Organization criteria. The oral hygiene pattern was also evaluated using the Simplified Oral Hygiene Index and O’Leary’s plaque control index. Using DNA extracted from bacteria in the dental plaque of mother/child pairs, a sequence of the S. mutans spaP gene was amplified using PCR. The chi-squared test, Fisher’s exact test and Pearson’s correlation coefficient were applied, using a level of significance of p< 0.05.

Results
The mothers presented a DMFT index of 11.02 (SD=6.3) while the children exhibited a dmft index of 2.09 (SD=3.2). Approximately 40% of mother/child pairs had a good oral hygiene index. A higher percentage of children with caries had, in their dental plaque, S. mutans harboring the spaP+ gene (p=0.03). No association was detected between the presence of S. mutans spaP+ in the dental plaque of mother and child.

Conclusion
An association was found between experience of caries in the children and the presence of bacteria carrying the spaP+ gene. Our results did not detect vertical transmission.

Indexing terms: Dental caries. Polymerase chain reaction. Streptococcus mutans. Transmission.


RESUMO

Objetivo
Detectar a presença e a transmissão de S. mutans portador do gene spaP em amostras de placa bacteriana em pares mãe/criança de centros municipais de educação infantil e possível associação com a cárie dentária.

Métodos
A amostra foi composta por 56 pares mãe/criança. Para avaliação da prevalência e severidade de cárie foram utilizados os índices CPO-D e ceo-d seguindo critérios da Organização Mundial de Saúde. O padrão de higiene bucal foi avaliado através do Índice de Higiene Oral Simplificado e do índice de controle de placa O´Leary. Utilizando o DNA extraído das bactérias da placa dentária dos pares mãe/criança, uma seqüência do gene spaP de S. mutans foi amplificado pela PCR. Os testes de Qui-quadrado, exato de Fisher e correlação de Pearson foram realizados. Adotando-se significância de p< 0,05.

Resultados
As mães apresentaram índice CPO-D de 11,02 (DP=6,3) enquanto as crianças mostraram índice ceo-d de 2,09 (DP=3,2). Aproximadamente 40% dos pares mãe/criança tinham um bom índice de higiene bucal. Maior porcentagem das crianças com cárie apresentaram em sua placa dentária S. mutans abrigando o gene spaP+ (p=0,03). Não foi detectada associação entre a presença de S. mutans spaP+ na placa dentária da mãe e seu filho.

Conclusão
Foi verificada a associação entre a experiência de cárie nas crianças e a presença da bactéria portadora do gene spaP+. Nossos resultados não detectaram a transmissão vertical.

Termos de indexação: Cárie dentária. Reação em cadeia da polimerase. Streptococcus mutans. Transmissão.


Texto completo: PDF



Research
Support Tool
  For this
avaliação pelos pares artigo
  Context
  Action

Capa | Atual | Arquivos | Sobre | Avisar | Contato | Buscar | Acesso