English Espaol

Buscar artigos: em     Busca Avançada

RGO - Revista Gaúcha de Odontologia > Vol. 61, N° 1 (2013)

open journal systems


Radiographic prevalence of unerupted and supernumerary teeth / Prevalência radiográfica de dentes não irrompidos e supranumerários

Vanessa Bobig dos SANTOS
André Barbisan de SOUZA
Vitor Marques SAPATA
Giovani de Oliveira CORREA
Fabiano Carlos MARSON
Cléverson de OLIVEIRA E SILVA



Resumo

ABSTRACT

Objective
The objective of this study was to evaluate the prevalence of unerupted third molars and supernumerary teeth in patients from Maringá and region.

Methods
Panoramic radiographs of patients treated in the Dental Clinic at Ingá School of Dentistry during 2009, were evaluated. The third molars were classified according to Pell and Gregory1 and Winter2 and the supernumerary teeth according to Garvey et al.3. The results were submitted to chi-square statistical testing (p<0.05).

Results
Of a total of 411 panoramic x-rays evaluated, 113 subjects had unerupted third molars and 5 patients had supernumerary teeth. For the maxillary third molars the highest prevalence was in the A vertical position (p<0.05), and for mandibular third molars it was the mesio-angular position, class 1A (p<0.05). As for the supernumerary teeth, three were canines and two incisors, 2 being in the normal position, 2 inclined and 1 inverted.

Conclusion
Based on the outcomes of the present study, it can be concluded that there is a high prevalence of unerupted third molars and a low prevalence of supernumerary teeth in the studied population.

Indexing terms: Impacted tooth. Oral surgery. Supernumerary tooth.


RESUMO

Objetivo
Avaliar a prevalência dos terceiros molares não irrompidos e dentes supranumerários em indivíduos de Maringá e região.

Métodos
Foram avaliadas as radiografias panorâmicas de pacientes atendidos na clínica odontológica da Faculdade Ingá durante o ano de 2009. A posição dos terceiros molares foi classificada de acordo com Pell & Gregory1 e Winter2 e os dentes supranumerários de acordo com Garvey3. Foram calculadas as frequências absolutas e relativas das variáveis estudadas e aplicado o teste Qui-quadrado (p<0.05).

Resultados
De um total de 411 panorâmicas avaliadas, 113 indivíduos apresentavam terceiros molares não irrompidos e 5 pacientes tinham dentes supranumerários. Para os terceiros molares da maxila a maior prevalência foi da posição vertical A (p<0.05), e para a mandíbula foi posição mesioangular, classe 1A (p<0.05). Quanto aos dentes supranumerários, 3 eram caninos e 2 incisivos, sendo 2 na posição normal, 2 inclinados e 1 invertido.

Conclusão
De um total de 411 panorâmicas avaliadas, 113 indivíduos apresentavam terceiros molares não irrompidos e 5 pacientes tinham dentes supranumerários. Para os terceiros molares da maxila a maior prevalência foi da posição vertical A (p<0.05), e para a mandíbula foi posição mesioangular, classe 1A (p<0.05). Quanto aos dentes supranumerários, 3 eram caninos e 2 incisivos, sendo 2 na posição normal, 2 inclinados e 1 invertido.

Termos de indexação: Dente impactado. Cirurgia bucal. Dente supranumerário.


Texto completo: PDF



Research
Support Tool
  For this
avaliação pelos pares artigo
  Context
  Action

Capa | Atual | Arquivos | Sobre | Avisar | Contato | Buscar | Acesso