English Espaol

Buscar artigos: em     Busca Avançada

RGO - Revista Gaúcha de Odontologia > Vol. 61, N° 4 (2013)

open journal systems


Biological exposure-related injuries in dental health-care workers / Prevalência de acidentes ocupacionais nos profissionais da Odontologia envolvendo instrumentos perfurocortantes

Cristina Dutra VIEIRA
José Ivany dos SANTOS
Magaly Maria CABRAL
Jacson Félix da SILVA



Resumo

ABSTRACT

Objective
This study was conducted during a 13-year period to analyze the number and profile of biological exposure-related injuries among dental health-care workers in a Public Health Service in Belo Horizonte, Brazil.

Methods
All occupational accidents involving dental staff, dentists, dental assistants, dental technicians (n=215), and those involved in processing environmental surfaces and waste collection (n=12), and body fluids associated with sharp instruments were recorded. Our data were collected from January 1999 to May 2011.

Results
A total of 41 exposures were reported. The majority of biological exposures occurred in females aged 26 to 35 years. The most frequently involved devices were syringe needles and the most frequently involved body fluid was blood. Despite the existence of an institutional guideline, it was observed that 12.2% of health-care workers did not follow the post-xposure recommendations. Additionally, 14.6% of the dental care workers did not receive hepatitis B vaccination.

Conclusion
Our results suggest that it is important to provide more safety training programs and information about occupational risks to all dental health care personnel.

Indexing terms: Accidents occupational. Accident prevention. Occupational risks.


RESUMO

Objetivo
Para conhecer o número e o perfil de acidentes ocupacionais envolvendo material perfurocortante, entre os profissionais da Odontologia de um Serviço de Saúde Pública, foram levantados dados no período de 1999 a 2011.

Métodos
Foram levantados os acidentes ocupacionais em uma instituição de assistência à saúde odontológica, pública e autárquica, na cidade de Belo Horizonte, em Minas Gerais. O quadro clínico é composto de 215 profissionais de saúde que oferecem consultas em diversas especialidades e 12 profissionais na equipe de serviços gerais. Foram colhidos dados de todos os acidentes com material perfurocortante, envolvendo material biológico, e que ocorreram no período de janeiro de 1999 a maio de 2011.

Resultados
Foi registrado um total de 41 (quarenta e um) acidentes e os profissionais que mais se acidentaram pertenciam ao gênero feminino e possuíam idade entre 26 e 35 anos. Um percentual de acidentados ainda não havia se vacinado contra o vírus da Hepatite B. O sangue foi a secreção mais frequentemente envolvida nos acidentes e as agulhas corresponderam à maioria das injúrias. Apesar da existência de um protocolo institucional, 12,2% dos profissionais acidentados não realizaram acompanhamento completo pós-exposição.

Conclusão
Os dados suscitam a necessidade de um maior conhecimento da equipe da Odontologia a respeito dos riscos e da prevenção dos acidentes ocupacionais envolvendo material perfurocortante e também do protocolo institucional.

Termos de indexação: Acidentes de trabalho. Prevenção de acidentes. Riscos ocupacionais.


Texto completo: PDF



Research
Support Tool
  For this
avaliação pelos pares artigo
  Context
  Action

Capa | Atual | Arquivos | Sobre | Avisar | Contato | Buscar | Acesso