English Espaol

Buscar artigos: em     Busca Avançada

RGO - Revista Gaúcha de Odontologia > Vol. 60, N° 4 (2012)

open journal systems


Evaluation of antimicrobial contamination and resistance to Staphylococcus aureus collected from radiographic materials used in dentistry / Contaminação e resistência antimicrobiana de staphylococcus aureus colhidos em materiais de processamento radiográfico em Odontologia

Rachel Medeiros dos SANTOS
Fábio Luiz Medeiros dos SANTOS
Juliana Cama RAMACCIATO
José Luiz Cintra JUNQUEIRA



Resumo

ABSTRACT

Objective
The aim of this study was to quantify Staphylococcus aureus isolated from materials used in radiographic processing, as well as to determine their sensitivity to antimicrobial agents commonly used in dentistry.

Methods
Samples were collected at the endodontics clinic of São Leopoldo Mandic Dental School, Campinas, São Paulo, Brazil and then inoculated in brain heart-infusion (BHI) agar and mannitol salt agar. After incubation at 37°C for 24 hours, colony-forming units (cfu/ml) were counted. Commercial paper disks containing widely prescribed antimicrobial agents were used to perform the antibiotic susceptibility tests.

Results
The highest bacterial contamination was observed in the lids of the portable dark rooms. The highest bacterial resistance rates were observed for erythromycin (60%) and the beta-lactam group: penicillin G (25%); ampicillin (18%); and amoxicillin (28%).

Conclusion
In conclusion, the present study highlights the need to establish strategies to prevent bacterial cross-contamination during radiographic procedures in dental settings.

Indexing terms: Contamination. Radiology. Staphylococcus aureus.


RESUMO

Objetivo
Verificar a contaminação e a resistência antimicrobiala de Staphylococcus aureus isolados das tampas das câmaras escuras portáteis e das soluções reveladora e fixadora.

Métodos
As amostras foram coletadas ao final do dia de trabalho, na clínica de Endodontia da Faculdade São Leopoldo Mandic - Unidade Campinas, São Paulo. As amostras foram inoculadas em meios sólidos BHI (brain heart infusion) e salt manitol e posteriormente incubadas a 37°C por 24 horas para leitura do número total de unidades formadoras de colônias por mililitro (ufc/ml). Após certificar-se de que a colônias crescidas eram de Staphylococcus aureus, foi feito o repique de 1 ou 2 colônias em BHI líquido, para preparo um inoculo de 108 ufc/ml de Staphylococcus aureus. Posteriormente este inóculo foi semeado em placas contendo müeller-hinton ágar para a realização do Teste de Sensibilidade Antimicrobiala.

Resultados
Foi observada contaminação por Staphylococcus aureus nas câmaras escuras portáteis e nas soluções, sendo maior prevalência nas amostras obtidas nas câmaras escuras portáteis (82%). Maiores porcentagens de resistência do micro-organismo foram observadas para a eritromicina (60%) e os antibióticos do grupo das penicilinas: penicilina G (25%), ampicilina (18%) e amoxicilina (28%). O microorganismo demonstrou pequena porcentagem de resistência para demais antibióticos testados (cloranfenicol, claritromicina, oxacilina, clindamicina, tetraciclina, vancomicina e cefadroxil).

Conclusão
Estes resultados demonstram a necessidade de medidas que evitem a contaminação-cruzada durante os procedimentos radiológicos em odontologia.

Termos de indexação: Contaminação. Radiologia. Staphylococcus aureus.


Texto completo: PDF



Research
Support Tool
  For this
avaliação pelos pares artigo
  Context
  Action

Capa | Atual | Arquivos | Sobre | Avisar | Contato | Buscar | Acesso