English Espaol

Buscar artigos: em     Busca Avançada

RGO - Revista Gaúcha de Odontologia > Vol. 61, N° 3 (2013)

open journal systems


Shear bond strength of a feldspathic ceramic cemented to a composite resin / Resistência ao cisalhamento de uma porcelana feldspática cimentada a uma resina composta

Luiz Fernando WINCKLER
Karina Andrea Novaes OLIVIERI
Milton Edson MIRANDA



Resumo

ABSTRACT

Objective
To evaluate the shear bond strength of a feldspathic ceramic cemented to a composite resin using a resin-based cement, following different treatments to the ceramic surface.

Methods
30 ceramic samples were prepared and divided into 3 groups according to surface treatment: group 1 - control, group 2 - 10% hydrofluoric acid etching for 2 minutes, rinsing under running water and air-drying, group 3 - 10% hydrofluoric acid for 2 minutes, rinsing under running water, air-drying followed by silane. Subsequently, composite resin discs were cemented onto the ceramic specimens using a resin cement and light-curing for 40 seconds. Shear bond strength test was performed on an Emic DL2000 testing machine.

Results
Statistical analysis revealed the following results: there was a significant increase in bond strength in the group etched with hydrofluoric acid when compared with the control, whilst no significance was found in the group treated with silane after etching.

Conclusion
The assessment of failure types under light microscopy revealed a predominance of adhesive failures in the control group and cohesive failures in the remaining groups.

Indexing terms: Composite resins. Dental porcelain. Resin cements. Shear strength.


RESUMO

Objetivo
Avaliar a resistência ao cisalhamento de uma porcelana feldspática, submetida à diferentes tratamentos superficiais, cimentada a uma resina composta, utilizando-se um cimento resinoso.

Métodos
Foram confeccionadas 30 amostras de porcelana, divididas em 3 grupos e receberam os seguintes tratamentos de superfície: Grupo1 - grupo controle; Grupo2 - tratada com ácido fluorídrico 10% por 2 minutos, lavada em água corrente e secada com jatos de ar; Grupo3 - tratada com ácido fluorídrico a 10% por 2 minutos, lavada em água corrente, secada com jatos de ar e silanizada. Na seqüência foi realizada a cimentação dos discos de resina composta na porcelana, com cimento resinoso e fotopolimerizado por 40 segundos. O teste de cisalhamento foi realizado numa máquina Emic DL2000.

Resultados
Após análise estatística chegou-se aos seguintes resultados: houve um aumento significativo na resistência adesiva nos grupos que sofreram condicionamento da superfície da porcelana, em relação ao grupo controle. A aplicação do silano nas porcelanas condicionadas pelo ácido fluorídrico, não foi significante.

Conclusão
Na análise das falhas em microscópio ótico, predominaram as adesivas no grupo controle, e as coesivas nos demais grupos.

Termos de indexação: Resinas compostas. Porcelana dentária. Cimentos de resina. Resistência ao cisalhamento.


Texto completo: PDF



Research
Support Tool
  For this
avaliação pelos pares artigo
  Context
  Action

Capa | Atual | Arquivos | Sobre | Avisar | Contato | Buscar | Acesso