English Espaol

Buscar artigos: em     Busca Avançada

RGO - Revista Gaúcha de Odontologia > Vol. 60, N° 1 (2012)

open journal systems


Retrospective four year analysis in 199 bone grafts of the alveolar ridge / Análise retrospectiva de quatro anos em 199 enxertos autógenos do rebordo alveolar

Rafael Ortega LOPES
Valdir Cabral ANDRADE
Cláudio Ferreira NÓIA
Castelo Pedro Vemba CIDADE
Henrique Duque de Miranda CHAVES NETTO
Renato MAZZONETTO



Resumo

ABSTRACT

Objective
To evaluate the factors that lead to complications in autogenous bone grafting.

Methods
Review of clinical records of the patients that were candidates for rehabilitation, between May 2004 and December 2008. With regard to the
donor area, of the 199 reconstructions, 175 were autogenous bone graft procedures and 210 donor areas were acted upon.

Results
A total of 48 procedures (24.12%) were grafts using particulate bone while sinus lift grafts were performed on 28 patients (14.07%).
Osteogenesis distraction and inferior alveolar nerve lateralization were performed in five (2.51%) and three (1.51%) procedures respectively.
Eleven autogenous bone grafts were lost, of which 90.9% were onlay block.

Conclusion
The use of autogenous bone grafting in atrophic alveolar ridge reconstruction is a highly successful treatment, and the sinus lift procedure is the most predictable form of treatment.

Indexing terms: Bone transplantation. Dental implant. Postoperative complications.


RESUMO

Objetivo
Avaliar os fatores que levam às complicações em enxertia óssea autógena.

Métodos
A amostra foi composta pela revisão de prontuários clínicos de pacientes candidatos à reabilitação no período entre maio de 2004 e dezembro de
2008. Em relação à área doadora, das 199 reconstruções, 175 foram procedimentos de enxerto de osso autógeno, sendo abordadas 210 áreas
doadoras.

Resultados
Os enxertos com osso particulado totalizaram 48 procedimentos (24,12%). O levantamento de seio maxilar foi realizado em 28 pacientes
(14,07%). Já a distração osteogênica e lateralização do nervo alveolar inferior foi realizada em cinco (2,51%) e três (1,51%) procedimentos
respectivamente. Foi registrada a falha de 11 enxertos com osso autógeno. Dos enxertos perdidos, 90,9% deles foram os de bloco tipo onlay.

Conclusão
A utilização de enxertos ósseos autógenos nas reconstruções de rebordos alveolares que apresentam atrofia é um tratamento com alto índice
de sucesso, destacando-se a cirurgia de levantamento de soalho de seio maxilar como a modalidade mais previsível de reconstrução óssea.

Termos de indexação: Transplante ósseo. Implante dentário. Complicações pós-operatórias.


Texto completo: PDF



Research
Support Tool
  For this
avaliação pelos pares artigo
  Context
  Action

Capa | Atual | Arquivos | Sobre | Avisar | Contato | Buscar | Acesso