English Espaol

Buscar artigos: em     Busca Avançada

RGO - Revista Gaúcha de Odontologia > Vol. 60, N° 4 (2012)

open journal systems


Prevalence of dental anomalies of number, size, shape and structure / Prevalência de anomalias dentais de número, tamanho, forma e estrutura

Deborah Queiroz de FREITAS
Richard Yuiti TSUMURAI
Denilson Newton São Pedro MACHADO FILHO



Resumo

ABSTRACT

Objective
To evaluate the prevalence of dental anomalies (of number, form, size and structure) using panoramic images, in São José do Rio Preto, São Paulo, Brazil.

Methods
512 panoramic radiographies were evaluated from orthodontic patients between the ages of 6 and 20; only suitable images were examined. We considered all permanent teeth; the analysis of third molars was included from 12 years of age onwards. A chi-square test was used to determine the difference in prevalence of dental anomalies between the genders.

Results
Dental anomalies were observed in 69 (13.48%) radiographies; 47 (9.18%) were agenesis, 9 (1.76%) were supernumerary teeth, 7 (1.37%) were microdontic teeth, 4 (0.78%) were taurodontism, 1 (0.2%) was gemination and 1 (0.2%) was concrescence. There was a higher prevalence of anomalies in males (p=0.013). Other dental anomalies were not observed.

Conclusion
The dental anomalies show a significant rate of incidence; therefore, the professional should be present in the planning of dental treatment, especially orthodontic planning; in addition, radiographic evaluation is essential in such cases.

Indexing terms: Anodontia. Epidemiology. Panoramic radiography. Tooth abnormalities.


RESUMO

Objetivo
Avaliar a prevalência das anomalias dentais (de número, tamanho, forma e estrutura) pelo exame de radiografias panorâmicas, na cidade de São José do Rio Preto, São Paulo.

Métodos
Foram avaliadas 512 radiografias panorâmicas, de indivíduos do sexo masculino e feminino, com idade entre 6 a 20 anos, realizadas para início de tratamento ortodôntico. Apenas radiografias com qualidade adequada foram incluídas na amostra. Foram considerados todos os dentes permanentes; a avaliação dos terceiros molares foi incluída a partir dos 12 anos de idade. O teste qui-quadrado foi utilizado para determinar diferença na prevalência de anomalias dentais entre os sexos.

Resultados
Anomalias dentais foram encontradas em 69 (13,48%) radiografias panorâmicas avaliadas, sendo 47 (9,18%) agenesias, 9 (1,76%) dentes supranumerários, 7 (1,37%) microdontias, 4 (0,78%) taurodontias, 1 (0,2%) geminação e 1 (0,2%) concrescência. Houve maior prevalência de anomalias no sexo masculino (p=0,013). Outras anomalias de forma e anomalias de estrutura não foram observadas.

Conclusão
As anomalias dentais apresentam uma importante incidência, por isso o profissional deve considerar sua presença no plano de tratamento, especialmente nos ortodônticos, para favorecer a estética e a função desse paciente; também é importante ressaltar o papel do exame radiográfico na sua detecção.

Termos de indexação: Anodontia. Epidemiologia. Radiografia panorâmica. Anormalidades dentárias.


Texto completo: PDF



Research
Support Tool
  For this
avaliação pelos pares artigo
  Context
  Action

Capa | Atual | Arquivos | Sobre | Avisar | Contato | Buscar | Acesso