English Espaol

Buscar artigos: em     Busca Avançada

RGO - Revista Gaúcha de Odontologia > Vol. 60, N° 3 (2012)

open journal systems


Social determinants and use of dental floss by 35-44-year-old adults / Determinantes sociais e o uso de fio dental por adultos de 35 a 44 anos de idade

Antônio Carlos FRIAS
Alvaro Hiroyuki MYSUGUTI
Thais Paragis SANCHEZ
Gisele Lopes da Silva MANTOVANI
Sônia Regina Cardim de Cerqueira PESTANA



Resumo

ABSTRACT

Objective
To analyze social, economic and demographic variables associated with the use of dental floss by 35-44-year-old adults living in the district of Embu, 2008.

Methods
A cross-sectional type study in which an inquiry was applied and oral conditions were examined. The sample delineation was conglomeration probabilistic in two stages of random selection (censor sectors and eligible homes). The dependent variable was the use of dental floss in daily oral hygiene practices. The independent variables were social economic and demographic conditions, access to health services, habits and presence of caries and periodontal diseases. EPIINFO 06 and STATA 10 programs were used for Poisson regression analysis with adjustment for conglomeration sample.

Results
Of persons interviewed 52.1% stated that they did not use dental floss. In the multivariate model there was an association of non use of dental floss for men (PR=1,61 p=0,00), with those who declared having smoking habit (PR=1.24 p=0.04); with family income equal to or less than one minimum salary (PR=1.62 p=0.00); who had up to 8 years of schooling (PR=1.42 p=0.01); who did not receive information from the dentist about cleaning the teeth and gums (PR=1.27 p=0.02), and who presented severe periodontal diseases with clinical attachment loss >3.5mm (PR=1.05 p=0.00).

Conclusion
The research showed that the lack of dental floss use is a socially related behavior. Therefore, fair social policies is needed in order to minimize social inequalities, and ensure adult oral health educational programs.

Indexing terms: Adult. Dental devices, home care. Regression analysis. Socioeconomic factors.


RESUMO

Objetivo
Analisar as variáveis sócio econômicas e demográficas associadas ao uso do fio dental em adultos de 35 a 44 anos no município de Embu, 2008.

Métodos
Estudo do tipo transversal no qual foi aplicado um inquérito e realizado um exame das condições bucais. O delineamento da amostra foi probabilístico por conglomerado em dois estágios de sorteio (setores censitários e domicílios elegíveis). A variável dependente foi o uso do fio dental nas práticas diárias de higiene bucal. As variáveis independentes: condições sócio demográficas, sócio econômicas, acesso aos serviços, hábitos, presença de cárie dentária e doença periodontal. Empregou-se o programa EPIINFO 06 e o STATA 10, foi usado o modelo de regressão de Poisson com ajuste para amostragem complexas.

Resultados
A percentagem de pessoas relatando que não utilizavam o fio dental foi de 52,1%. No modelo de análise multivariável demonstrou que houve associação para o não uso do fio dental entre os homens (RP=1,61 p=0,00), que relataram o hábito de fumar (RP=1,24 p=0,04), com renda familiar menor ou igual a um salário mínimo (RP=1,62 p=0,00), que apresentavam até 8 anos de estudo (RP=1,42 p=0,01), que não receberam informação do cirurgião-dentista sobre higiene bucal (RP=1,27 p=0,02), e apresentam perda de inserção periodontal superior a 3,5mm (RP=1,05 p=0,00).

Conclusão
A pesquisa demonstrou que não usar o fio dental de maneira regular é um comportamento socialmente determinado, verifica-se a necessidade de elaboração de políticas socialmente mais justas que minimizem as iniquidades sociais, com ações de educação de saúde bucal voltadas para adultos.

Termos de indexação: Adulto. Dispositivos para o cuidado bucal domiciliar. Análise de regressão. Fatores socioeconômicos.


Texto completo: PDF



Research
Support Tool
  For this
avaliação pelos pares artigo
  Context
  Action

Capa | Atual | Arquivos | Sobre | Avisar | Contato | Buscar | Acesso