English Espaol

Buscar artigos: em     Busca Avançada

RGO - Revista Gaúcha de Odontologia > Vol. 60, N° 2 (2012)

open journal systems


Ankyloglossia-related changes in the stomatognathic system / Anquiloglossia: ocorrência de alterações do sistema estomatognático

Marcela Forgiarini MORISSO
Luana Cristina BERWIG
Ana Maria Toniolo da SILVA



Resumo

Objective
This study investigated the occurrence and frequency of changes in the stomatognathic system of patients with ankyloglossia.

Methods
A total of 1516 patients aged 5 to 16 years, of both genders, attending public schools or seen at the Speech and Language Therapy Service of the Federal University of Santa Maria were screened for ankyloglossia. A pediatric dental surgeon was responsible for the diagnoses. Children diagnosed with ankyloglossia were then submitted to speech-language and orthodontic assessments.

Results
Only 21 of the 1516 screened patients were diagnosed with ankyloglossia, which prevailed in males and children aged 5 to 6 years and 11 to 12 years. Changes in tongue resting position, tongue mobility, deglutition and articulation were found in most children. The most common orthodontic change was Class I malocclusion but Class III malocclusion and diastema of the lower incisors were also found.

Conclusion
Ankyloglossia is a rare tongue condition, more common in males, and may affect the structures and functions of the stomatognathic system.

Indexing terms: Lingual frenum. Stomatognathic system. Tongue. Tongue diseases.


RESUMO

Objetivo
Verificar a ocorrência de alterações do sistema estomatognático em pacientes com anquiloglossia.

Métodos
Foram triados 1.516 pacientes, com idades entre 5 e 16 anos, de ambos os sexos, provenientes de escolas municipais e estaduais ou que passaram pelo setor de triagem do Serviço de Atendimento Fonoaudiológico da Universidade Federal de Santa Maria. O diagnóstico de anquiloglossia foi realizado por um odontopediatra, por meio de exame clínico. Após o diagnóstico, os pacientes eram encaminhados para as avaliações fonoaudiológica e ortodôntica.

Resultados
Dos pacientes triados, 21 apresentaram diagnóstico de anquiloglossia, sendo que houve prevalência no sexo masculino e nas faixas etárias dos 5 aos 6 anos e dos 11 aos 12 anos. A maioria apresentou alterações na postura e mobilidade lingual, bem como nas funções de deglutição e fonoarticulação. Na classificação da oclusão a mais frequente foi a Classe I, sendo que a Classe III e o diastema interincisal inferior tiveram menor ocorrência entre os pacientes.

Conclusão
A anquiloglossia é uma anomalia lingual rara, mais frequente no sexo masculino e que causa alterações nas estruturas e funções do sistema estomatognático.

Termos de indexação: Freio lingual. Sistema estomatognático. Língua. Doenças da língua.


Texto completo: PDF



Research
Support Tool
  For this
avaliação pelos pares artigo
  Context
  Action

Capa | Atual | Arquivos | Sobre | Avisar | Contato | Buscar | Acesso