English Espaol

Buscar artigos: em     Busca Avançada

RGO - Revista Gaúcha de Odontologia > Vol. 58, N° 1 (2010)

open journal systems


Assimentria facial em indivíduos com mordida cruzada posterior por meio de fotografias/ Facial asymmetry of individuals with posterior cross bite by means of photographs

Jaqueline SCHIAVINATO
Silvia Amélia Scudeler VEDOVELLO
Heloísa VALDRIGUI
Mário VEDOVELLO FILHO
Adriana Simoni LUCATO



Resumo

Objetivo: Analisar a assimetria facial em indivíduos com mordida cruzada posterior, por meio de fotografias frontais e comparar os ângulos dos olhos e da boca com o plano mediano da face, verificando se estes ângulos são influenciados pela assimetria. Métodos: Foram avaliados 41 indivíduos. Realizaram-se fotografias frontais a fim de verificar se havia diferença a partir de traçados do plano dos olhos inter-pupilar e do plano da boca (linha da comissura), e mensurar estes ângulos em relação à linha média facial. Resultados: Quanto à análise frontal de fotografias, verificou-se que os dados relativos ao ângulo do olho não apresentaram diferenças estatisticamente significantes (p=0,6636) entre os lados direito e esquerdo, bem como o ângulo da boca (p=0,9460). Conclusão: O desvio funcional da mandíbula não promoveu alterações significativas na análise da face quando analisado os ângulos referentes à distância dos olhos e da boca em relação à linha média da face.

Termos de indexação: assimetria facial; fotografia; má oclusão.



ABSTRACT

Objective: To analyze facial asymmetry of individuals with posterior cross bite by means of frontal photographs and compare the angles of eyes and mouth with the median plane of the face, to verify whether these angles are influenced by the asymmetry. Methods: Forty-one individuals were assessed. Frontal photographs were taken to verify whether there was a difference from the tracing of the interpupillary plane of the eyes and plane of the mouth (commissural line) and measure these angles in relation to the facial midline. Results: With regard to the frontal analysis of the photographs, it was verified that the data related to the angle of the eye showed no statistically significant differences (p=0.6636) between the right and left sides and the angle of the mouth (p=0.9460). Conclusion: Functional deviation of the mandible did not cause significant alterations in the analysis of the face when the angles with reference to the distance of the eyes and mouth in relation to the facial midline were analyzed.

Indexing terms: facial asymmetry; photography; malocclusion.


Texto completo: PDF



Research
Support Tool
  For this
avaliação pelos pares artigo
  Context
  Action

Capa | Atual | Arquivos | Sobre | Avisar | Contato | Buscar | Acesso