English Espaol

Buscar artigos: em     Busca Avançada

RGO - Revista Gaúcha de Odontologia > Vol. 57, N° 4 (2009)

open journal systems


Estudo in vitro do laser de diodo 980nm na desinfecção de implantes / In vitro study of 980nm diode laser in dental implant disinfection

Fábio GONÇALVES
Artêmio Luiz ZANETTI
Raquel Virginia ZANETTI
Saturnino Aparecido RAMALHO



Resumo

Objetivos: Avaliar o potencial de redução bacteriana do laser de diodo 980nm em três diferentes tipos de superfícies de implantes dentários contaminados com Enterococcus faecalis e Porphyromonas gingivalis, bem como estudar por microscopia eletrônica de varredura possíveis alterações na superfície dos implantes irradiados. Métodos: Foram utilizados 72 implantes com diferentes tratamentos de superfície (usinado; jateados com óxido de titânio; e ataque ácido). Os implantes foram contaminados com duas cepas bacterianas, Enterococcus faecalis e Porphyromonas gingivalis, e, posteriormente, irradiados pelo laser de diodo 980nm, nas potências de 2,5 e 3,0W. Após os tratamentos a laser, o número de unidades formadoras de colônias foi analisado e o grupo controle, não contaminado, mas irradiado pelo laser, foi submetido à microscopia eletrônica de varredura, para a avaliação de possíveis alterações na superfície dos implantes. Resultados: Os resultados mostraram que houve 100% de redução bacteriana nos implantes irradiados com 3,0W, e redução bacteriana total dos implantes contaminados com Porphyromonas gingivalis, mesmo quando irradiados com 2,5W. A redução bacteriana só não foi total para os implantes contaminados com Enterococcus faecalis irradiados com potência de 2,5W e com superfície jateada com TiO2 (78,6%), e com superfície com ataque ácido (49,4%). A análise em microscopia eletrônica de varredura mostrou que, com os parâmetros energéticos utilizados nesta pesquisa, não houve alteração da superfície dos implantes. Conclusão: O laser de diodo 980nm foi efetivo na descontaminação do Enterococcus faecalis e Porphyromonas gingivalis sem promover a alteração na superfície dos implantes.

Termos de indexação: enterococcus faecalis; implante dentário; lasers; porphyromonas gingivalis.


Abstract

Objective: To evaluate the potential of 980nm diode laser to reduce bacteria after irradiation of three different dental implant surfaces contaminated with Enterococcus faecalis and Porphyromonas gingivalis, as well as the possible changes in the irradiated implant surfaces. Methods: Seventy two implants with machined surfaces, airborne particle abraded with titanium oxide and acid-etched surfaces were exposed to Enterococcus faecalis and Porphyromonas gingivalis cultures and irradiated with 980nm diode laser with power of 2.5 and 3,0W. After laser treatments, the number of remaining colony-forming units was studied and implant surface morphology was analyzed by scanning electron microscopy. Results: The results showed 100% reduction of the bacteria on the implants irradiated with 3.0W. Moreover, 100% reduction of bacteria was also achieved on the implant surfaces contaminated with Porphyromonas gingivalis when irradiated with 2.5W and 3.0W. Bacteria reduction was not complete for the implants contaminated with Enterococcus faecalis, irradiated with 2.5W and surfaces treated with TiO2 airborne particle abrasion (78.6%) and acid etching (49.4%).The scanning electron microscopy analysis showed that at the power settings used, no implant surface changes were found. Conclusion: The 980nm diode laser was effective in decontaminating the Enterococcus faecalis and Porphyromonas gingivalis without promoting surface alteration in the implants.

Indexing terms: enterococcus faecalis; dental implantation; lasers; porphyromonas gingivalis.


Texto completo: PDF



Research
Support Tool
  For this
avaliação pelos pares artigo
  Context
  Action

Capa | Atual | Arquivos | Sobre | Avisar | Contato | Buscar | Acesso