English Espaol

Buscar artigos: em     Busca Avançada

RGO - Revista Gaúcha de Odontologia > Vol. 57, N° 4 (2009)

open journal systems


Influência da variação da técnica radiográfica na leitura da imagem radiográfica digital nas avaliações das reabsorções ósseas alveolares interproximais / Influence of the variation in radiographic technique on the digital radiographic image reading in interproximal alveolar bone resorption evaluation

José Peixoto FERRÃO JUNIOR
Orivaldo TAVANO
Pedro Gregol da SILVA



Resumo

Objetivo: Analisar as imagens radiográficas digitais usando os recursos disponíveis no Digora (Soredex, Helsinque, Finlândia), comparando com as imagens reais do sítio aberto cirurgicamente, variando ângulos das tomadas radiográficas, visando um resultado mais próximo do que seria o real. Métodos: Usamos para o exame clínico sondas milimetradas, com o auxílio de uma linha que une a junção amelocementária, medindo até o centro do defeito ósseo, entre dois dentes contíguos. O exame radiográfico foi padronizado para obter uma imagem digital com o maior detalhe e o mínimo de distorção, usando o suporte e posicionador do tipo Rinn e uma moldagem de resina das superfícies oclusais dos dentes a serem radiografados, para reproduzir as distâncias de 40cm foco/película, e o paralelismo objeto/filme, nas cinco incidências radiográficas utilizadas (0°, +10°, -10°, 10° à direita e 10° à esquerda). Resultados: Após o resultado estatístico descritivo, obtivemos o coeficiente de variação que se mostrou apenas regular, pois foi acima de 20%. Quanto ao tipo de tratamento da imagem, o DFW 2.5.1 mostrou a radiografia padrão, tendo resultados semelhantes ao exame clínico, a imagem radiográfica 3D, variações para menos e as imagens negativas para mais. Conclusão: A padronização usada na pesquisa para o exame radiográfico mostrou que sempre existe uma pequena ampliação da imagem em relação às medidas clínicas; que a mais confiável para a observação e medição das cristas ósseas interdentárias é a imagem padrão, seguida pela imagem 3D e finalmente a negativa, do sistema Digora de radiografia digital. A melhor incidência dos raios X, usando o posicionador tipo Rinn, é a de 0°, depois +10°, -10°e 10° à direita; a incidência de 10° à esquerda é a que apresenta maior variação.

Termos de indexação: intensificação de imagem radiográfica; perda óssea alveolar; raios X.


Abstract

Objective: To analyze digital radiographic images using the resources available in the Digora digital radiograph system (Soredex, Helsinki, Finland), and comparing it with real images of the open surgical site, varying the angles of radiographs taken with the aim of obtaining a result closer to that which would be real. Methods: For the clinical exam, millimetric probes were used with the aid of a line that joins the amelocemental junction, measuring up to the center of the bone defect between two contiguous teeth. The radiographic exam was standardized to obtain a digital image with greater detail and the minimum of distortion, using a support and Rinn type positioner, and a resin model of the occlusal surfaces of the teeth to be radiographed, to reproduce the focus/film distances of 40cm, and object/film parallelism, in the five radiographic incidences used(0°, +10°, -10°, 10° to the right and 10° to the left). Results: After the descriptive statistical result the coefficient of variation was obtained, which was shown to be only regular, as it was over 20%. As regards the type of image treatment, DFW 2.5.a showed the standard radiograph to have similar results to those of the clinical exam, the 3D radiographic image had variations towards lower values and the negative images towards higher values. Conclusion: The standardization used in the research for radiographic exam showed that there is always a small enlargement of the image in relation to the clinical measurements; that the standard image was more reliable for the observation and measurement of interdental bone crests, followed by the 3D image and finally the negative image of the Digora digital radiographic system. The best incidence of X-rays, using the Rinn type positioner, is that of 0°, after this +10°, -10° and 10° to the right; the incidence of 10° to the left showed the greatest variation.

Indexing terms: radiographic image enhancement; alveolar bone loss; X rays.



Texto completo: PDF



Research
Support Tool
  For this
avaliação pelos pares artigo
  Context
  Action

Capa | Atual | Arquivos | Sobre | Avisar | Contato | Buscar | Acesso