English Espaol

Buscar artigos: em     Busca Avançada

RGO - Revista Gaúcha de Odontologia > Vol. 59, N° 4 (2011)

open journal systems


Long-term pediatric sugared medicines: knowledge and attitude of medical practitioners at a university hospital / Medicamentos pediátricos de uso prolongado: conhecimento e atitude de médicos de um Hospital Universitário

Isabela Albuquerque Passos FARIAS
Fábio Correia SAMPAIO
Cláudia Helena Soares de Morais FREITAS



Resumo

ABSTRACT

Objective
The aim of this study was to assess the knowledge and attitude of university hospital pediatricians in respect of the presence of sucrose in
medicines used regularly and long-term by children, and to identify the presence of sucrose in frequently prescribed medicines.

Methods
A questionnaire was applied to all pediatricians at the University Hospital of João Pessoa, Brazil. The medicines were purchased in pharmacies
to evaluate the sweeteners listed on the drug labels. The data analysis was carried out by means of descriptive statistics using absolute and
percentage values.

Results
The majority of the professionals (84.2%, n=16) stated they were unaware of the sucrose content in medicines. The instruction for the patients
to brush their teeth after using a sweet medicine was reported by one professional only. There was a great variety (20 types) of medicines
recommended by medical practitioners. The analysis of 103 medicines revealed that 67 (65.0%) had sucrose in their formula.

Conclusion
Sucrose is a frequent sweetener in pediatric medicines. In addition, the health professionals interviewed demonstrated insufficient knowledge
and attitude in respect of the presence of sucrose in pediatric medicines and the risk of the development of caries. Medical professionals and
students should be made aware of the risks when prescribing pediatric sugared medicines for children.

Indexing terms: Oral administration. Dental caries. Child. Sucrose.


RESUMO

Objetivo
Avaliar o conhecimento e a atitude de médicos que atendem crianças sobre a presença de sacarose em medicamentos pediátricos de uso
crônico, e identificar a presença de adoçantes nesses medicamentos.

Métodos
Um questionário foi aplicado a todos os pediatras do Hospital Universitário de João Pessoa, Brasil. Os medicamentos foram adquiridos nas
farmácias para avaliação do adoçante relatado na bula dos medicamentos. Foi realizada análise descritiva dos dados por média, distribuição absoluta e percentual.

Resultados
A maioria dos profissionais (84,2%, n=16) relatou não ter conhecimento sobre a presença de açúcar nos medicamentos. A orientação dos
pacientes à escovação dentária, após a administração das doses, foi relatada por apenas um paciente. Os medicamentos indicados por estes
apresentaram uma grande variedade (20 tipos), resultando em 103 apresentações das quais 67 (65%) apresentavam sacarose.

Conclusão
A sacarose é um adoçante frequente nos medicamentos pediátricos; os médicos apresentaram uma atitude de indiferença sobre a presença de
sacarose nos medicamentos pediátricos de uso crônico devido o pouco conhecimento sobre o tema. Profissionais e estudantes da área médica
devem ser alertados sobre os riscos para cárie dentária diante da prescrição de medicamentos açucarados para crianças.

Termos de indexação: Administração oral. Cárie dentária. Criança. Sacarose.


Texto completo: PDF



Research
Support Tool
  For this
avaliação pelos pares artigo
  Context
  Action

Capa | Atual | Arquivos | Sobre | Avisar | Contato | Buscar | Acesso