English Espaol

Buscar artigos: em     Busca Avançada

RGO - Revista Gaúcha de Odontologia > Vol. 59, N° 1 (2011)

open journal systems


Desordem temporomandibular: prevalência e necessidade de tratamento em pacientes portadores de próteses totais duplas / Temporomandibular disorder: prevalence and need of treatment in complete denture wearers

Kely Virgínia BONTEMPO
Ricardo Alexandre ZAVANELLI



Resumo

Objetivo
Determinar a prevalência de desordem temporomandibular, assim como a necessidade de tratamento em pacientes portadores de próteses totais duplas a partir dos índices anamnésico e clínico de disfunção.

Métodos
A amostra foi composta por 90 pacientes institucionalizados, portadores de próteses totais duplas, selecionados aleatoriamente, com idade média de 67,2 anos. Os dados coletados foram tabulados e os testes estatísticos de Kruskal-Wallis e qui-quadrado aplicados, adotando-se o nível de significância de 5% (p<0,05).

Resultados
A prevalência de desordem temporomandibular nesta amostra, de acordo com os índices anamnésico e clínico, foi de 80,0% e 100,0%, respectivamente, e a necessidade de tratamento, de acordo com os mesmos índices, foi de 38,9% e 51,1%, respectivamente. Foi encontrada correlação estatisticamente significante entre os índices anamnésico e clínico.

Conclusão
A prevalência de desordem temporomandibular, bem como a necessidade de tratamento em pacientes portadores de próteses totais duplas nesta amostra foi alta.

Termos de indexação: Boca edentada. Prótese total. Transtornos da articulação temporomandibular.


ABSTRACT

Objective
This study used the anamnestic and clinical dysfunction Indices developed by Helkimo to determine the prevalence of temporomandibular disorder and need of treatment in complete denture wearers.

Methods
The sample consisted of 90 institutionalized patients selected randomly. They had a mean age of 67.2 years and wore upper and lower complete dentures. The collected data were tabulated and the Kruskal-Wallis and chi-square tests were used. The significance level was set at 5% (p<0.05).

Results
According to the anamnestic and clinical dysfunction indices, the prevalence of temporomandibular disorder in this sample was 80.0% and 100.0%, respectively, and the need of treatment was 38.9% and 51.1%, respectively. A significant correlation was found between indices anamnestic and clinical dysfunction.

Conclusion
The prevalences of temporomandibular disorder and need of treatment in complete denture wearers in this sample were high.

Indexing terms: Mouth edentulous. Complete denture. Temporomandibular joint disords.


Texto completo: PDF



Research
Support Tool
  For this
avaliação pelos pares artigo
  Context
  Action

Capa | Atual | Arquivos | Sobre | Avisar | Contato | Buscar | Acesso