English Espaol

Buscar artigos: em     Busca Avançada

RGO - Revista Gaúcha de Odontologia > Vol. 58, N° 4 (2010)

open journal systems


Cárie, gengivite e higiene bucal em pré-escolares / Caries, gingivitis and oral hygiene in preschool children

Ana Flávia GRANVILLE-GARCIA
Jainara Maria Soares FERREIRA
Amanda Maria Ferreira BARBOSA
Ítala VIEIRA
Maria Juliana SIQUEIRA
Valdenice Aparecida de MENEZES



Resumo

Objetivo: Estimar a prevalência de cárie dentária e gengivite e sua relação com os hábitos de higiene bucal em pré-escolares das creches públicas de Caruaru, Pernambuco. Métodos: Participaram deste estudo transversal, crianças na faixa etária de 1 a 5 anos (n=820), de ambos os sexos e avaliadas pelos índices de cárie da Organização Mundial da Saúde (ceo-d). Analisou-se também a presença de sangramento gengival e as práticas de higiene oral adotadas pelas crianças. Resultados: A prevalência de gengivite foi 10,9% e de cárie 65,7%, havendo associação apenas entre cárie e faixa etária, sendo a idade de 5 anos (86,7%) a mais prevalente (p<0,05). A média do ceo-d foi 2,09, variando entre 0,55 e 3,95, conforme a faixa etária. Em relação aos hábitos de higiene oral, verificou-se que não houve associação entre orientação prévia, frequência, e idade inicial de higiene oral e presença de gengivite (p>0,05). Porém, houve associação destas variáveis com a presença de cárie. Conclusão: Houve prevalência elevada de cárie na população estudada, existindo associação desta doença com a idade e hábitos de higiene oral, havendo necessidade de realização de políticas de saúde que visem à redução deste problema.

Termos de indexação: Cárie dentária. Gengivite. Higiene bucal.


ABSTRACT

Objective: Estimated the prevalence of dental caries and gingivitis and the relationship between these variables and the oral hygiene habits of preschool children attending public daycare facilities in Caruaru, Pernambuco, Brazil. Methods: The population of this cross-sectional study consisted of children of both genders, aged 1 to 5 years (n = 820). The decaying/missing/filled (DMF) index was calculated according to the World Health Organization guidelines. The presence of gingival bleeding and oral hygiene practices of the children were also investigated. Results: The prevalence of gingivitis was 10.9% and that of caries, 65.7%. Only caries and age were associated, with the age of 5 years (86.7%) (p <0.05) being the most prevalent. The mean DMF index was 2.09, ranging from 0.55 to 3.95 according to age. No association was found between gingivitis and prior oral hygiene counseling, frequency and starting age (p> 0.05). However, these variables were associated with the presence of caries. Conclusion: The high prevalence of caries and its association with age and oral hygiene habits in this population calls for the implementation of health policies focused on the reduction of this problem.

Indexing terms: Dental caries. Gingivitis. Oral hygiene.


Texto completo: PDF



Research
Support Tool
  For this
avaliação pelos pares artigo
  Context
  Action

Capa | Atual | Arquivos | Sobre | Avisar | Contato | Buscar | Acesso