English Espaol

Buscar artigos: em     Busca Avançada

RGO - Revista Gaúcha de Odontologia > Vol. 60, N° 3 (2012)

open journal systems


Oral leukoplakia: malignant transformation after four years of surgical excision / Leucoplasia bucal: transformação maligna após quatro anos da excisão cirúrgica

Bárbara Mayoral Pedroso WEYEL
Thaís Feitosa Leitão de OLIVEIRA
Bráulio CARNEIRO JÚNIOR
Luciana Maria Pedreira RAMALHO



Resumo

ABSTRACT

Leukoplakia is the most prevalent precancerous lesion of the oral cavity, and given it is malignant potential, patients must periodically be followed up. The aim of this article was to report a clinical case a woman patient, alcohol abuser and smoker for over 25 years, who is an oral leukoplakia carrier. Histopathological examination indicated the presence of a moderate epithelial dysplasia while immunohistochemistry for Ki-67 and cyclin D1 revealed the presence of cellular proliferation in suprabasal layers. Therefore, the removal of the lesion with surgical laser was the elected treatment. Since then, the patient has been followed up for 3 years, however, after two sequential follow up absences, she returned with recurrence of the lesion, with a history of eight months progression. Histopathological examination revealed the presence of a well differentiated carcinoma.

Indexing terms: Carcinoma. Leukoplakia oral. Surgery oral.


RESUMO

A leucoplasia é a lesão cancerizável mais prevalente da boca, foi definida pela Organização Mundial de Saúde como mancha ou placa branca, que não se caracterizada como outra lesão bucal. Devido ao seu potencial de malignização, os pacientes com leucoplasias devem ser acompanhados periodicamente. O objetivo desde artigo é relatar o caso de uma paciente do gênero feminino, etilista e tabagista há mais de 25 anos com leucoplasia bucal. O exame histopatológico indicou a presença de displasia epitelial moderada e a imunomarcação pelo Ki-67 e ciclina D1 revelou a presença de proliferação celular em camadas suprabasais. Por essa razão, optou-se pela remoção da lesão com o laser cirúrgico. A paciente permaneceu em acompanhamento semestral por três anos, entretanto, após faltar a duas revisões, retornou com recidiva da lesão com história de evolução de oito meses e cujo exame histopatológico revelou a presença de carcinoma espinocelular bem diferenciado.

Termos de indexação: Carcinoma. Leucoplasia bucal. Cirurgia bucal.


Texto completo: PDF



Research
Support Tool
  For this
avaliação pelos pares
  Context
  Action

Capa | Atual | Arquivos | Sobre | Avisar | Contato | Buscar | Acesso