English Espaol

Buscar artigos: em     Busca Avançada

RGO - Revista Gaúcha de Odontologia > Vol. 59, N° 3 (2011)

open journal systems


Utilização do arco W para pacientes alérgicos ao níquel / Use of W arch for patients allergic to nickel

Rogério Lacerda dos SANTOS
Matheus Melo PITHON



Resumo

Objetivo
Colocar sob teste a hipótese de que não há diferença no desempenho mecânico entre fios de aço inoxidável e fios de aço inoxidável com baixo teor de níquel, avaliando força, resiliência e módulo de elasticidade produzida pelos arcos W.

Métodos
Foram confeccionados 60 arcos W, 30 para cada tipo de liga sendo 15 confeccionados com fio de 0,032 polegadas e 15 com fio 0,036 polegadas. Todos os arcos foram submetidos ao teste de compressão mecânica em máquina EMIC DL-10000, simulando 4, 6, 9, e 12mm de ativação. A análise de variância e comparação múltipla e teste de Tukey foram utilizados (p<0,05) para avaliação da força, resiliência e módulo de elasticidade.

Resultados
Os grupos com o fio de 0,036 polegadas apresentaram estatisticamente (p<0,05) maiores níveis de força, resistência e módulo de elasticidade quando comparados com os aparelhos confeccionados com o fio de 0,032 polegadas para ambas as ligas. Houve diferença estatisticamente significante para as forças produzidas entre as espessuras 0,032 polegadas e 0,036 polegadas para todas as ativações avaliadas (p<0,05).

Conclusão
A liga de aço inoxidável com baixo teor de níquel demonstrou maiores níveis de força, resiliência e módulo de elasticidade comparada à liga de aço inoxidável convencional.

Termos de indexação: Aparelhos ortodônticos. Hipersensibilidade. Má oclusão.


ABSTRACT

Objective
The W arch is commonly used to correct posterior dental cross-bite. With the emergence of stainless steel wires made of low nickel content, these wires have become the best choice in producing these appliances for patients with an allergy to this ion. The objective of this study is to test the hypothesis that there is no difference between stainless steel wires and low-nickel stainless steel wires with regard to their mechanical behaviour. Force, resilience, and modulus of elasticity produced by W arches were assessed.

Methods
Sixty W arches were made, thirty of each type of alloy, fifteen for each wire thickness. All the arches were submitted to mechanical compression test by using an EMIC DL-10000 machine simulating activations of 4, 6, 9, and 12 mm. Analysis of variance (ANOVA) with multiple comparisons and Tukey’s test were employed (p< 0.05) to assess force, resilience, and modulus of elasticity.

Results
The groups using the 0.036 inch wire produced statistically (p<0.05) higher levels of force, resilience and elasticity modulus when compared to the arches using the 0.032 inch wire for both alloys. Statistically significant differences were found for the forces generated between the 0.032 and 0.036 inch thicknesses (p<0.05).

Conclusion
The low-nickel stainless steel alloy had higher force, resilience, and modulus of elasticity compared to wires made of conventional stainless steel alloy.

Indexing terms: Orthodontic appliances. Hypersensitivity. Malocclusion.


Texto completo: PDF



Research
Support Tool
  For this
avaliação pelos pares artigo
  Context
  Action

Capa | Atual | Arquivos | Sobre | Avisar | Contato | Buscar | Acesso