English Espaol

Buscar artigos: em     Busca Avançada

RGO - Revista Gaúcha de Odontologia > Vol. 57, N° 4 (2009)

open journal systems


Reconstrução cirúrgica de fratura fronto-naso-órbito-etmoidal / Surgical reconstruction of a frontonasal orbital-etmoidal fracture

Lucas Cavalieri PEREIRA
Sérgio Henrique de Oliveira BRANDT FILHO
Leonardo Alonso de MOURA
Marcelo SAAB
Cláudio Maldonado PASTORI



Resumo

As fraturas do seio frontal são originadas a partir de acidentes de grande intensidade, que incluem acidentes automobilísticos, agressões físicas, acidentes esportivos e quedas. Normalmente, estão associadas com fraturas do terço médio da face, incluindo fraturas maxilares, naso-órbito-etmoidais e zigomáticas. Várias modalidades de tratamento têm sido propostas para reconstrução das fraturas fronto-naso-órbito-etmoidais, incluindo fixação dos fragmentos ósseos com placas e parafusos, reconstrução com enxertos ósseos e implante de malhas de titânio. No caso ora apresentado, utilizou-se do acesso bicoronal para reconstrução da parede anterior do seio frontal e restabelecimento do contorno fronto-naso-órbito-etmoidal, sendo utilizado enxerto ósseo de calota craniana para esse fim. Verificou-se a integridade do ducto fronto-nasal, não havendo necessidade de canulização deste. Esse procedimento é importante diretriz no plano de tratamento, uma vez que determina a obliteração ou canulização do ducto. Nenhuma complicação ou sequela foi observada na proservação de aproximadamente um ano. A proservação por longos períodos pós-operatórios é importante para avaliação de possíveis complicações.

Termos de indexação: ossos da face; seio frontal; traumatismos faciais.


Abstract

Frontal sinus fractures are originated from high intensity accidents, including automobile accidents, altercations, sports accidents and falls. Normally, they are associated with fractures of the middle third of the face, including maxillary, nasal-orbital-etmoidal and zygomatic fractures. Several treatment modalities have been proposed to reconstruct fronto-nasal-orbital-etmoidal fractures, including fixation of bone fragments with plates and screws, reconstruction with bone grafts and titanium mesh implants. In the case here presented, bicoronal access was used to reconstruct the anterior wall of the frontal sinus and to reestablish the fronto-nasal-orbital-etmoidal contour, using a bone graft from the cranial cap for this purpose. The integrity of fronto-nasal duct was verified, and there was no need to canalize it. This procedure is an important guideline in the treatment plan, since it determines obliteration or canalization of the duct. After one year of follow-up, no complication or sequela was observed. Long periods of post-operative follow up are very important to evaluate possible complications.

Indexing terms: facial bones; frontal sinus; facial injuries.


Texto completo: PDF



Research
Support Tool
  For this
avaliação pelos pares
  Context
  Action

Capa | Atual | Arquivos | Sobre | Avisar | Contato | Buscar | Acesso