English Espaol

Buscar artigos: em     Busca Avançada

RGO - Revista Gaúcha de Odontologia > Vol. 61 (2013)

open journal systems


Biocompatibilidade e capacidade de selamento do agregado de trióxido mineral em perfurações radiculares / Biocompatibility and sealing ability of mineral trioxide aggregate in root perforations

Manoel BRITO JUNIOR
Carla Cristina CAMILO
Janir Alves SOARES
Daniela Araújo Veloso POPOFF



Resumo

As perfurações radiculares rompem a barreira biológica entre o endodonto e o espaço periodontal, podendo, em razão da sua extensão e localização, comprometerem, irreversivelmente, a longevidade do elemento dentário. Do ponto de vista terapêutico, o agregado de trióxido mineral é o material selador mais recomendado. O agregado de trióxido mineral é apresentado sob a forma de um pó branco ou cinza, contendo partículas hidrofílicas, cujos componentes principais são silicato tricálcico, aluminato tricálcico, óxido tricálcico, óxido silicato e o óxido de bismuto, responsável pela radiopacidade, além dos elementos cromo e chumbo. Quando incorporado à água destilada, resulta em um gel coloidal que é aplicado diretamente no sítio da perfuração. Seu tempo de presa final é de aproximadamente 3 horas. Esse agregado apresenta satisfatórias propriedades físicas e químicas, bem como compatibilidade com os tecidos perirradiculares, independentemente da sua cor. In vitro, o agregado de trióxido mineral apresenta capacidade de selamento superior a outros biomateriais. No entanto, a maioria das investigações clínicas envolve relatos isolados de casos, com poucas evidências longitudinais dos resultados alcançados.

Termos de indexação: Cavidade pulpar. Cimentos dentários. Endodontia.


ABSTRACT

The alterations provoked by pathologies or iatrogenesis favor the invasion of the periodontium, communicating pulp cavity with periradiculares tissues. Currently, for the treatments of those root perforations, the sealer material more suitable is the mineral trioxide aggregate, that was reported for the first time in 1993 and introduced commercially in 1998. Mineral trioxide aggregate is presented under the form of a powder white or gray that, once incorporate to the distilled water, has an easy manipulation resulting in a colloidal gel whose final time setting is about 3 hours. That aggregate reaches appropriate physical and chemical properties as well as biocompatibility with the periradiculares tissues. In the current review, the use of mineral trioxide aggregate was approached as sealer material of root perforations in both in vitro and in vivo studies. It was evidenced that mineral trioxide aggregate presents good sealing ability, superior the other materials of larger longevity in the dentistry. However, most of the clinical investigations involve isolated case reports, with few longitudinal evidences of the reached results.

Indexing terms: Dental pulp cavity. Dental cements. Endodontics.


Texto completo: PDF



Research
Support Tool
  For this
avaliação pelos pares
  Context
  Action

Capa | Atual | Arquivos | Sobre | Avisar | Contato | Buscar | Acesso