English Espaol

Buscar artigos: em     Busca Avançada

RGO - Revista Gaúcha de Odontologia > Vol. 57, N° 1 (2009)

open journal systems


Fatores etiológicos correlacionados à desordem temporomandibular em pacientes portadores de próteses totais bimaxilares: uma análise comparativa / Etiological factors correlated with temporomandibular disorder in complete denture wearers: a comparative analysis

Kely Virgínia BONTEMPO
Ricardo Alexandre ZAVANELLI



Resumo

Objetivo: Analisar, comparativamente, a prevalência de desordem temporomandibular, em relação aos fatores etiológicos, tais como gênero, faixa etária e condições clínicas apresentadas pelas próteses totais, de acordo com os índices anamnésico (Ai) e clínico (Di) de disfunção, desenvolvidos por Helkimo, em pacientes portadores de próteses totais. Métodos: A amostra foi composta por noventa pacientes institucionalizados, portadores de próteses totais bimaxilares, selecionados aleatoriamente, com idade média de 67,2 anos. Os dados coletados foram tabulados e os testes estatísticos de Kruskal-Wallis e Qui-quadrado aplicados, adotando-se o nível de significância de 5% (p><0,05). Resultados: Foi observada diferença estatisticamente significante da prevalência de desordem temporomandibular em relação às idades das próteses totais atuais, espaços funcionais livres, desgastes das superfícies oclusais dos dentes artificiais e condições de retenção e estabilidade das próteses totais superiores e inferiores, de acordo com ambos os índices. Conclusão: Os pacientes que usavam próteses totais em condições clínicas adequadas apresentaram menos sinais e sintomas de desordem temporomandibular do que os pacientes que usavam próteses totais em condições clínicas insatisfatórias.

Termos de indexação: pacientes desdentados totais; desordem temporomandibular; prótese total.



Abstract

Objective: The aim of this study was to make a comparative evaluation of the prevalence of temporomandibular disorder in complete denture wearers, with regard to the etiological factors, such as gender, age, and complete dentures clinical conditions, according to the anamnestic (Ai) and clinical (Di) dysfunction index, developed by Helkimo. Methods: The randomized sample was composed of 90 institutionalized patients and bimaxillary complete denture wearers, with a mean age of 67.2 years, who were included in this study. The collected data were tabulated and the Kruskal-Wallis and Chi-square statistical tests were applied, at the level of significance of 5% (p><0.05). Results: Statistically significant difference in the prevalence of temporomandibular disorder was observed with regard to the ages of the current complete dentures, free-way space, wear of the occlusal surfaces of the artificial teeth, and the conditions of retention and stability of the maxillary and mandibular complete dentures, according to both the indexes. Conclusion: The patients who wore complete dentures in adequate clinical conditions presented fewer signs and symptoms of temporomandibular disorder than the patients who wore complete dentures in poor clinical conditions.

Indexing terms: completely edentulous patients; temporomandibular disorder; complete denture.


Texto completo: PDF



Research
Support Tool
  For this
avaliação pelos pares artigo
  Context
  Action

Capa | Atual | Arquivos | Sobre | Avisar | Contato | Buscar | Acesso