English Espaol

Buscar artigos: em     Busca Avançada

RGO - Revista Gaúcha de Odontologia > Vol. 58, N° 3 (2010)

open journal systems


Contaminação salivar e o recondicionamento ácido de esmalte dental humano / Salivary contamination and reconditioning of human dental enamel

Meire Coelho FERREIRA
Mirian de Waele Souchois de MARSILLAC
Ricardo de Sousa VIEIRA



Resumo

Objetivo: O sucesso das intervenções com materiais resinosos está na adesão destes à estrutura dental. O objetivo desta pesquisa foi avaliar, ao microscópio eletrônico de varredura, a micromorfologia do esmalte dentário decíduo e permanente condicionado com ácido fosfórico a 37%, contaminado por saliva humana e recondicionado por 10 segundos. Métodos: Dois grupos, decíduo e permanente, compostos por cinco incisivos humanos cada, originaram treze superfícies vestibulares onde: dez foram condicionadas com ácido fosfórico (15s e 30s), duas foram apenas contaminadas por saliva (5s e 30s) e uma permaneceu sem condicionamento. Das dez amostras condicionadas, oito foram contaminadas com saliva (5s e 30 s) e apenas quatro foram recondicionadas. Resultados: Os padrões de condicionamento ácido com 15s ou 30s não produziram diferenças visíveis no esmalte de dentes decíduos e permanentes, embora o tempo de 30s produziu uma desmineralização mais profunda no esmalte dos permanentes. A contaminação salivar por 5s e 30s obstruiu as microporosidades produzidas pelo condicionamento ácido, e a lavagem subsequente (30s) não foi suficiente para eliminação desta obstrução. Conclusão: As imagens obtidas ao microscópio eletrônico de varredura sugerem que o recondicionamento ácido do esmalte dentário por 10s produziu uma micromorfologia adequada nas amostras condicionadas durante 15s e contaminadas com saliva por 5s, em ambos os grupos.

Termos de indexação: ataque ácido dentário; dente decíduo; esmalte dentário; saliva.


Abstract

Objective: Adhesion to the dental structure is the key to success when working with resin-based dental materials. The aim of this study was to evaluate the morphology of deciduous and permanent human enamel using a scanning electron microscope (SEM) to analyze it after acid etching with 37% phosphoric acid, human saliva contamination and reconditioning for 10 seconds (s). Methods: Two groups, deciduous and permanent, consisting of five human incisive teeth each, originated thirteen vestibular surfaces where 10 were etched with phosphoric acid (15s and 30s), two were only contaminated with saliva (5s and 30s) and one remained unetched. Eight of the ten etched specimens were contaminated with human saliva (5s and 30s) and only four were reconditioned. Results: The patterns observed with 15s and 30s of acid etching did not produce visible changes on the deciduous or permanent human dental enamel but thirty seconds of acid etching produced a deeper demineralization on the enamel of permanent teeth. Salivary contamination for 5s and 30s obstructed the micropores produced by acid etching and rinsing with water for 30s was not enough to remove it. Conclusion: According to the images obtained by a scanning electron microscope, reconditioning of the enamel for 10s can produce adequate micropores in samples etched for 15s and contaminated with saliva for 5s in both test groups.

Indexing terms: acid etching dental; tooth deciduous; dental enamel; saliva.


Texto completo: PDF



Research
Support Tool
  For this
avaliação pelos pares
  Context
  Action

Capa | Atual | Arquivos | Sobre | Avisar | Contato | Buscar | Acesso