English Espaol

Buscar artigos: em     Busca Avançada

RGO - Revista Gaúcha de Odontologia > Vol. 59, N° 1 (2011)

open journal systems


Levantamento epidemiológico das doenças epiteliais da região bucomaxilofacilal: casuística de 20 anos / Epidemiological survey of oral and maxillofacial epithelial diseases: a 20-year history

Ana Regina Oliveira MOREIRA
Camila Dayla Melo OLIVEIRA
Raimunda Ribeiro da SILVA
Fernanda Ferreira LOPES
Eider Guimarães BASTOS



Resumo

Objetivo
Realizar um estudo da prevalência dos casos de doenças epiteliais da região bucomaxilofacial diagnosticadas no Serviço de Doença do Instituto Maranhense de Oncologia Aldenora Bello em São Luís, Maranhão, durante o período de janeiro de 1985 a dezembro de 2005.

Métodos
Foram analisados os prontuários dos casos selecionados, considerando-se as variáveis sexo, localização anatômica e faixa etária.

Resultados
Após análise descritiva, encontrou-se uma amostra de 784 casos, com prevalência de 69,0% de lesões malignas e 31,0% de lesões benignas. O carcinoma epidermóide (49,2%) e hiperplasia epitelial (9,8%) foram as lesões malignas e benignas mais frequentes, respectivamente. Observou-se ainda que 53,0% da amostra pertenciam ao sexo masculino, que foram mais acometidos por lesões malignas. Na faixa etária de 0 a 39 anos foi mais frequente a ocorrência de lesões benignas, ao passo que as malignas foram mais frequentes a partir desta faixa etária. A localização anatômica mais acometida foi a língua  (24,0%), embora, o lábio superior tenha sido acometido mais frequentemente dentre as neoplasias benignas, especificamente.

Conclusão
As doenças epiteliais malignas, de forma diferente das benignas, incidem em pacientes com idade mais avançada, sendo mais frequentes neste estudo possivelmente por se tratar de um hospital de referência para o tratamento de câncer.

Termos de indexação: Doenças da boca. Epidemiologia. Mucosa bucal.


ABSTRACT

Objective
This study investigated the prevalence of oral and maxillofacial epithelial diseases diagnosed by the Department of Pathology of Instituto Maranhense de Oncologia Aldenora Bello, São Luís, Maranhão, from January 1985 to December 2005.

Methods
Age, gender and lesion site were collected from the records of the selected cases.

Results
After a descriptive analysis, the sample included 784 cases. The prevalences of malignant and benign lesions were 69% and 31%, respectively. Squamous cell carcinoma (49.23%) and focal epithelial hyperplasia (9.82%) were the most common malignant and benign lesions, respectively. Males composed 53% of the sample and were more likely to have malignant lesions. People aged 0 to 39 years were more likely to have benign lesions while older individuals were more likely to have malignant ones. The commonest lesion site was the tongue (24%) but the upper lip prevailed as the most common site for benign lesions.

Conclusion
Contrary to benign epithelial diseases, malignant epithelial diseases occur in older patients and were prevailed in this study possibly because the abovementioned institution is a referral center for cancer patients.

Indexing terms: Mouth diseases. Epidemiology. Mouth mucosa.


Texto completo: PDF



Research
Support Tool
  For this
avaliação pelos pares artigo
  Context
  Action

Capa | Atual | Arquivos | Sobre | Avisar | Contato | Buscar | Acesso