English Espaol

Buscar artigos: em     Busca Avançada

RGO - Revista Gaúcha de Odontologia > Vol. 61, N° 1 (2013)

open journal systems


Dental and skeletal characteristics of patients with Down Syndrome / Aspectos dentários e esqueléticos de pacientes com a Síndrome de Down

Fernanda Gumes de FARIA
Roberta Andrade LAURIA
Marcos Alan Vieira BITTENCOURT



Resumo

ABSTRACT

Down syndrome, also known as Trisomy 21, is a very common genetic alteration, which has very apparent clinical, dental and facial characteristics and a wide range of systemic manifestations. These patients have their physical development delayed and exhibit changes in normal bone growth pattern. One method to perform this analysis is by associating skeletal and chronological ages through the evaluation of ossification centers in hand and wrist radiographs. In general, a poor development of the midface occurs, contributing to a high rate of malocclusion. However, there are some individual variations. This article, therefore, aimed to conduct a brief review of some of the features of Down syndrome that play an important role in establishing correct clinical diagnosis. We also sought to make a comparative analysis of the skeletal and dental patterns of two patients with Down syndrome through clinical evaluation and using panoramic and hand and wrist radiographs. It was found that, while younger patients (12 years 3 months) displayed bone and skeletal growth retardation, chronologically older subjects (14 years) had their development accelerated.

Indexing terms: Bone development. Down syndrome. Malocclusion.

RESUMO

A síndrome de Down, também conhecida como Trissomia do 21, é uma alteração genética muito comum, que apresenta características clínicas, dentárias e faciais bastante evidentes, além de diversas manifestações sistêmicas. Os portadores desta anomalia possuem retardo no desenvolvimento físico e alterações no padrão normal de crescimento ósseo. Uma forma de fazer esta análise é associar as idades cronológica e esquelética, por meio da avaliação dos centros de ossificação em radiografia de mão e punho. De modo geral, um pobre desenvolvimento do terço médio da face está presente, o que contribui para o elevado índice de maloclusões. Contudo, existem algumas variações individuais. Assim, neste artigo, teve-se como objetivo fazer uma breve revisão acerca de algumas características da síndrome, importantes para que o cirurgião-dentista estabeleça um correto diagnóstico clínico. Procurou-se, também, fazer uma análise comparativa dos padrões dentários e esqueléticos de dois pacientes portadores da síndrome de Down, através da avaliação clínica e por meio de radiografias panorâmica e de mão e punho. Evidenciou-se retardo nos crescimentos ósseo e esquelético no paciente mais jovem (12 anos 3 meses), enquanto o que apresentava maior idade cronológica (14 anos) registrou uma aceleração em seu desenvolvimento.

Termos de indexação: Desenvolvimento ósseo. Síndrome de Down. Má oclusão.


Texto completo: PDF



Research
Support Tool
  For this
avaliação pelos pares
  Context
  Action

Capa | Atual | Arquivos | Sobre | Avisar | Contato | Buscar | Acesso