English Espaol

Buscar artigos: em     Busca Avançada

RGO - Revista Gaúcha de Odontologia > Vol. 59, N° 2 (2011)

open journal systems


Condições de saúde bucal em população idosa institucionalizada / Oral health conditions of institutionalized elderly

Paulo Henrique de Almeida FONSECA
Alessandra Maciel ALMEIDA
Aline Mendes SILVA



Resumo

Objetivos
Conhecer a autopercepção das condições de saúde bucal em idosos institucionalizados pertencentes ao Município de Contagem, Minas Gerais e verificar a associação entre fatores clínicos, sociais, econômicos e demográficos.

Métodos
A amostra foi constituída por 49 idosos com idade igual ou superior a 60 anos. Foi aplicado um questionário para avaliar a autopercepção dos idosos em relação a sua saúde bucal.

Resultados
O valor médio encontrado dos idosos em relação a sua saúde bucal foi de 30,3 mostrando assim, uma avaliação moderada da saúde bucal na qualidade de vida dos idosos. Dentre esta parcela, 44,9% destes idosos apresentaram impacto na dimensão funcional, 24,5% na dimensão psicossocial e 14,3% na dimensão dor e desconforto. Foram observadas diferenças estatisticamente significantes entre idade e os impactos percebidos pelos idosos em relação a sua saúde bucal (p=0,032) e entre as condições de saúde bucal e a escolaridade (p=0,034).

Conclusão
o impacto na dimensão funcional dos idosos em relação a sua saúde bucal de 44,0% somando-se os resultados da análise objetiva das condições de saúde bucal reforça a necessidade da adoção de políticas que assegurem ações de promoção da saúde bucal, bem como ações reabilitadoras visando uma melhoria da qualidade de vida dos idosos.

Termos de indexação: Assistência odontológica para idosos. Qualidade de vida. Saúde bucal.


ABSTRACT

Objectives
This paper investigated how institutionalized elderly from Contagem, MG (Brazil) perceived their oral health condition and analyzed associations among clinical, social, economic and demographic factors.

Methods
The sample consisted of 49 institutionalized elderly aged 60 years or more living in a public geriatric home. A questionnaire was administered to collect socioeconomic and demographic data and another to assess how the elderly perceived their oral health (Geriatric Oral Health Assessment Index).

Results
The average GOHAI score was 30.3, demonstrating that oral health had a moderate impact on their quality of life. Regarding perceived impact in GOHAI domains, 44.9% of the individuals experienced a functional impact; 24.5% experienced a psychosocial impact; and 14.3% experienced pain and discomfort. According to GOHAI, significant associations were observed between age and perceived impact (p=0.032) as well as between oral health condition and education level (p=0.034).

Conclusion
The impact in the functional domain of GOHAI (44.0%), together with the results of the objective analysis on oral health conditions, stress the need for adopting policies that ensure promotion of oral health and of rehabilitation actions that improve elderly’s quality of life.

Indexing terms: Dental care for aged. Quality of life. Oral health.


Texto completo: PDF



Research
Support Tool
  For this
avaliação pelos pares artigo
  Context
  Action

Capa | Atual | Arquivos | Sobre | Avisar | Contato | Buscar | Acesso