English Espaol

Buscar artigos: em     Busca Avançada

RGO - Revista Gaúcha de Odontologia > Vol. 58, N° 1 (2010)

open journal systems


Saúde bucal e sua associação com o estado nutricional e a condição socioeconômica em adolescentes / Oral health and its association with nutritional status and socioeconomic condition in adolescents

Maria Goreti Aléssio CRISPIM
Luciane Peter GRILLO
Elisete Navas Sanches PRÓSPERO
Aline Brandão MARIATH



Resumo

Objetivo: Avaliar a saúde bucal de adolescentes e sua associação com o estado nutricional e a condição socioeconômica. Métodos: A população foi constituída por 313 adolescentes, com idade entre 15 e 19 anos. O índice CPO-D foi avaliado utilizando-se o formulário proposto pela Organização Mundial da Saúde para levantamentos epidemiológicos em saúde bucal. Para o diagnóstico do estado nutricional, calculou-se o índice de massa corporal, classificado conforme o padrão de referência do National Center for Health Statistics e os pontos de coorte recomendados pela Organização Mundial da Saúde. Os dados socioeconômicos foram obtidos pelo questionário da Associação Brasileira de Anunciantes/Associação Brasileira de Institutos de Pesquisa de Mercado. Adotou-se nível de significância de 5%. Resultados: Observou-se predominância de adolescentes do sexo masculino (70,9%) e de 15 anos (31,3%). A maioria dos adolescentes apresentava CPO-D maior que zero (81,2%), era eutrófica (88,5%) e foi classificada socioeconomicamente como C e D (49,2% e 38,0%, respectivamente). Houve aumento significativo das médias do índice de CPO-D com a idade (F=44,65; p<0,001). Encontraram-se maiores prevalências de CPO-D maior que zero entre o sexo masculino, entre os adolescentes mais jovens e entre aqueles de classe socioeconômica C. Não houve associação significativa entre a classificação do CPO-D e o estado nutricional. Conclusão: Destaca-se a necessidade de maior enfoque para a Odontologia preventiva nos serviços de atenção básica em saúde, com o compromisso das ações de saúde coletivas nos diferentes níveis do governo.

Termos de indexação: condições sociais; estado nutricional; saúde bucal; saúde do adolescente.


ABSTRACT

Objective: To assess the oral health of adolescents and its association with nutritional status and socioeconomic condition. Methods: The population consisted of 313 adolescents, aged between 15 and 19 years. DMFT index was assessed using the form proposed by the World Health Organization for epidemiological surveys in oral health. For the diagnosis of nutritional status, body mass index was calculated, classified in accordance with the standard reference of the National Center for Health Statistics and the cut off points recommended by the World Health Organization. Socioeconomic data were obtained using the questionnaire of the Brazilian Association of Advertisers/Brazilian Association of Market Research Institutes. The level of significance adopted was 5%. Results: Predominance of male adolescents (70.9%) aged 15 years (31.3%) was observed. The majority of the adolescents had DMFT higher than zero (81.2%), were eutrophic (88.5%), and were classified socioeconomically as Classes C and D (49.2% and 38.0%, respectively). There was a significant increase in DMFT index means with age (F = 44.65, p <0.001). Greater prevalences of DMFT higher than zero were found among males, among younger adolescents and among those of socioeconomic class C. There was no significant association between the classification of the DMFT and nutritional status. Conclusion: We point out the need for greater focus on preventive dentistry in the primary health care services, with commitment to collective health actions at the different levels of government.

Indexing terms: social conditions; nutritional status; oral health; adolescents health.


Texto completo: PDF



Research
Support Tool
  For this
avaliação pelos pares artigo
  Context
  Action

Capa | Atual | Arquivos | Sobre | Avisar | Contato | Buscar | Acesso