English Espaol

Buscar artigos: em     Busca Avançada

RGO - Revista Gaúcha de Odontologia > Vol. 56, N° 2 (2008)

open journal systems


Aspectos odontolegais da insalubridade na odontologia

Ludmilla dos Santos Vaz de MELO
Ronaldo RADICCHI
Cristiane Miranda CARVALHO
Vane RODRIGUES



Resumo

Objetivo: Avaliar os conhecimentos dos cirurgiões-dentistas quanto à insalubridade na profissão, formas de prevenção e aspectos odontolegais.
Métodos: Foi feita uma pesquisa sob a forma de questionários, com 15 perguntas objetivas, distribuídas para 225 cirurgiões-dentistas que trabalham na região de Contagem, Minas Gerais. Os dados recolhidos foram submetidos a análise de distribuição conjunta de freqüência, determinando-se a significância dos efeitos pelo teste do Qui-quadrado (X2) e o teste exato de Fisher quando necessário, estabelecendo-se um nível de confiança de 95%. Resultados: Os resultados obtidos demonstraram que os profissionais desconhecem algumas normas da Agência Nacional de Vigilância Sanitária relativas à prevenção contra os agentes químicos e físicos no consultório. O tempo de formação não influenciou os cirurgiõesdentistas em uma maior conscientização quanto à realização de exames audiométricos para a prevenção do ruído ocupacional. Obtevese um alto índice de profissionais que se previnem contra o vírus HBV, através da imunização (97, 94%), no entanto, houve uma diferença estatística significativa quanto a não utilização de gorro e avental pelo gênero masculino (p=0.001 e p=0.03 respectivamente). Conclusão: A vasta literatura existente revela ser de conhecimento teórico do profissional, porém não condiz com suas ações na prática clínica diária.
Termos de indexação: odontologia legal; consultórios odontológicos; doenças profissionais.


Texto completo: PDF



Research
Support Tool
  For this
avaliação pelos pares artigo
  Context
  Action

Capa | Atual | Arquivos | Sobre | Avisar | Contato | Buscar | Acesso